Açoriano Oriental
Ordem preocupada com condições de trabalho dos psicólogos nas IPSS

Psicólogos que trabalham nas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) são mal pagos e ganham menos que outros profissionais das mesmas instituições

Ordem preocupada com condições de trabalho dos psicólogos nas IPSS

Autor: Paulo Simões/Paula Gouveia

Delegação Regional dos Açores da Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) está preocupada com as condições de trabalho dos psicólogos, em particular dos que trabalham nas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) da Região.


“A maior parte dos psicólogos trabalha em IPSS e ganha muito mal, mesmo comparativamente a outros profissionais. Estamos a falar de 700 euros para pessoas com seis anos de formação”, denuncia a presidente da Delegação Regional dos Açores da OPP, Maria da Luz Melo.
“Não podemos estar satisfeitos com essa situação”, sublinha a responsável pela Ordem dos Psicólogos Portugueses nos Açores.


Ler mais na edição desta quarta-feira, 23 outubro 2019, do jornal Açoriano Oriental


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.