Açoriano Oriental
Ordem diz que enfermeiro de família é “um enorme passo” para o SRS

Presidente da estrutura regional da Ordem dos Enfermeiros diz que a sua criação vai permitir melhorar os cuidados de saúde primários

Ordem diz que enfermeiro de família é “um enorme passo” para o SRS

Autor: Paula Gouveia

O  presidente  do  Conselho  Diretivo  Regional dos  Açores  da  Ordem  dos  Enfermeiros, Pedro  Soares, afirmou ontem, depois de ser ouvido na  Comissão  Especializada Permanente  de  Assuntos  Sociais do parlamento açoriano, que  a criação do enfermeiro de família “é um enorme passo em termos de evolução da saúde na comunidade, mais um passo rumo a um Sistema Regional de Saúde eficaz”.

A comissão está a analisar a proposta  de  Decreto  Legislativo Regional que cria o Enfermeiro de Família no Serviço Regional de Saúde apresentada pelo Grupo Parlamentar do CDS-PP.

Na sequência da audição de ontem, o enfermeiro Pedro  Soares considerou, em comunicado, que “estamos a falar de melhorar os cuidados de saúde  primários oferecidos à nossa população, assim como de criar melhores condições em termos de organização para os enfermeiros, com todas as consequências positivas que daí advêm”, salientou.
Segundo o presidente da estrutura regional da Ordem dos Enfermeiros, a Secção Regional dos Açores da Ordem dos Enfermeiros tem como um dos seus objetivos a criação de um documento enquadrador relativo à criação do Enfermeiro de Família nos Açores, pois considera que “só desse modo se poderá avançar para a sua implementação efetiva nos Núcleos de Saúde Familiar das várias ilhas”.

Afirma, por isso, que foi dado “mais  um  passo” e que a Ordem dos Enfermeiros continuará “a  trabalhar  para  aprimorar  toda  a documentação, com  vista  a que  esta  implementação  assente  em  alicerces  estáveis  e duradouros”, elogiando a  comissão  de  trabalho  “pelo  trabalho que  está  a desenvolver”.

O representante dos enfermeiros nos Açores destacou ainda que “foi  muito importante” participar na audição na Comissão Permanente de Assuntos Sociais do parlamento açoriano, “já que a elaboração de qualquer legislação que diga respeito à profissão de enfermagem é uma atribuição da Ordem dos Enfermeiros”.

Para Pedro Soares, “é salutar a iniciativa do Grupo Parlamentar do CDS-PP, assim como a demonstração pública de apoio a esta iniciativa por parte dos restantes partidos  que compõem o Governo, que julgo até que, de uma forma geral, terá nesta matéria, o apoio de todas as forças políticas”, sublinhou ainda.

O vice-presidente do Governo Regional dos Açores, Artur Lima, já afirmou que pretende que a figura do enfermeiro de família seja implementada na região até 2022.

Recorde-se que em 2010 arrancou o projeto-piloto do Enfermeiro de Família no Centro de Saúde de Vila Franca do Campo.

PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados