Nós, Cidadãos! considera que democracia perdeu ao não combater abstenção


 

Lusa/AO online   Nacional   7 de Out de 2019, 00:16

O presidente do Nós, Cidadãos! considera que as legislativas de domingo se traduziram por “uma grande derrota de toda a democracia representativa” ao não conseguir “combater a abstenção de modo eficiente”.

Mendo Castro Henriques falava à agência Lusa após conhecer os resultados das eleições, nas quais não conseguiu eleger deputados.

“Não foram os resultados que estávamos à espera, mas sendo nós o partido dos movimentos cívicos, o futuro começa amanhã, porque estamos convencidos do valor das nossas ideias”, afirmou.

Para o professor universitário, houve “uma grande derrota de toda a democracia representativa ao não conseguir combater a abstenção de modo eficiente”.

A taxa de abstenção registou um novo recorde nas eleições legislativas de domingo, ao situar-se nos 45,5%, segundo a Secretaria Geral do Ministério da Administração Interna (SGMAI).

Os dados da abstenção dizem respeito aos cerca de 9,3 milhões de eleitores recenseados no território nacional, faltando ainda os cerca de dois milhões de eleitores residentes no estrangeiro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.