Moreirense vence no terreno do Fabril e segue em frente na Taça


 

AO Online/ Lusa   Futebol   19 de Out de 2019, 19:57

O Moreirense ‘carimbou’ este sábado a passagem à quarta eliminatória da Taça de Portugal de futebol, ao vencer no terreno do Fabril por 3-1, num encontro em que terminou reduzido a dez unidades.

Um 'bis' de Pedro Nuno (24 e 68 minutos) e um golo de Fábio Abreu (79) evitaram males maiores para os ‘cónegos’, que viram Juliano Silva reduzir (84) numa ponta final em que o Fabril, do Campeonato de Portugal, acabou por infligir alguns sustos à equipa da I Liga.

A equipa do Barreiro (Setúbal), entrou destemida e passou os primeiros dez minutos a rondar a baliza do Moreirense, pertencendo-lhe mesmo o primeiro remate, num cabeceamento de João Rocha que Pedro Trigueira não teve dificuldades para agarrar.

Os ‘cónegos’ reagiram e, praticamente na primeira oportunidade flagrante, chegaram à vantagem, quando Pedro Nuno (24), na zona da marca de grande penalidade, deu o melhor destino a um cruzamento atrasado de Bilel no lado esquerdo do ataque.

O próprio Bilel esteve à beira de aumentar a vantagem dos visitantes ainda antes do intervalo, mas João Marreiros opôs-se com segurança ao remate do avançado franco-argelino.

Na segunda parte, os ferros da baliza de Marreiros foram adiando o que parecia inevitável: Pedro Nuno acertou na trave (48) e Fábio Abreu no poste (67), antes de Pedro Nuno bisar (68), ao corresponder da melhor forma a um cruzamento de Filipe Soares.

Foi então que Abdu Conté viu vermelho direto, aos 74 minutos, e Bruninho acertou na trave na sequência do livre, ficando no ar a dúvida se a bola transpôs a linha de golo.

Nesta fase o Fabril arriscava tudo e, num contra-ataque rápido, Fábio Abreu, isolado por Ibrahima Camará, sentenciou as aspirações do conjunto do Lavradio, que ainda obteve um merecido golo de honra num livre direto exemplarmente cobrado por Juliano Silva.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.