Açoriano Oriental
PSD
Montenegro confiante numa vitória à primeira volta

O candidato à liderança do PSD Luís Montenegro disse ter uma “forte expectativa” de vencer à primeira volta as eleições diretas que se disputam este sábado, afirmando que o país precisa de uma oposição “forte e vigilante”.

article.title

Foto: Eduardo Resendes
Autor: AO Online/ Lusa

“Da minha parte, estou entusiasmando com a expectativa que tenho de podermos vencer à primeira volta estas eleições”, disse Montenegro, adiantando que aguarda com “muita serenidade e tranquilidade” o veredicto dos militantes.

O antigo líder parlamentar do PSD chegou às 14:30 à Junta de Freguesia de Espinho, no distrito de Aveiro, acompanhado pela mulher e aguardou cerca de meia hora na fila para exercer o seu direito de voto.

À saída disse aos jornalistas estar “muito satisfeito” pela campanha “esclarecedora e motivadora” que fez, lamentando que este ato eleitoral seja marcado por “uma participação à partida muito inferior àquilo que é normal”.

Questionado sobre a divergência quanto ao número de militantes aptos a votar na Madeira, relacionada com o modo de pagamento das quotas, Montenegro mostrou estar preocupado com aquilo que disse ser uma “indefinição relativamente a algumas matérias que têm a ver com a organização do ato eleitoral”, mas afirmou não querer perturbá-lo com qualquer consideração.

O candidato à liderança do PSD destacou ainda que espera que o partido saia destas eleições “mais unido, mais motivado, mais mobilizado”, para poder cumprir a tarefa de ser hoje o principal partido da oposição e amanhã a alternativa política que pode dar a Portugal outro governo.

“Qualquer que seja o resultado, aquilo que importa hoje é que haja um vencedor e que esse vencedor seja o PSD e a democracia portuguesa”, frisou, afirmando que o país “precisa de uma oposição forte, vigilante, atuante no trabalho de escrutínio de fiscalização da ação do Governo”.

Montenegro assumiu ainda que caso seja vencedor conta com todos os militantes, anunciando que pretende incluir nos corpos diretivos do PSD colegas que apoiaram outras candidaturas.

Nesta corrida à liderança do PSD estão três candidatos, o atual presidente, Rui Rio, o antigo líder parlamentar Luís Montenegro e o atual vice-presidente da Câmara de Cascais, Miguel Pinto.

Se nenhum deles obtiver mais de 50% dos votos, a segunda volta realiza-se no dia 18, entre os dois candidatos mais votados.



Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.