Açoriano Oriental
Ministro da Defesa de Portugal defende reforço de medidas para combater trafico de droga no Oceano Atlântico

O ministro da Defesa de Portugal, João Gomes Cravinho, defendeu, esta segunda-feira, a necessidade do seu e São Tomé e Príncipe reforçar medidas de combate a "nova criatividade por parte de traficantes de drogas no" Oceano Atlântico.

article.title

Foto: PAULO NOVAIS/LUSA
Autor: Lusa/AO Online

"Uma das coisas que Portugal e São Tomé e Príncipe partilham é o Oceano Atlântico e o Oceano Atlântico tem novos desafios, novas vulnerabilidades, tem uma criatividade nova por parte de traficantes de drogas que nós temos que combater", disse João Cravinho a saída de uma audiência com o Presidente são-tomense, Evaristo Carvalho.

Referiu-se ainda ao Golfo da Guiné como local onde "tem incidentes de pirataria que é algo que afeta São Tomé, mas afeta também Portugal, porque uma parte importante do nosso comercio passa pelo Golfo da Guiné".

Na audiência com o chefe de estado são-tomense, as duas partes analisaram "aquilo que é o trabalho conjunto para corresponder esses novos desafios".

Disse que o chefe de estado são-tomense está "muito atento a esta problemática, obviamente que eu aprofundo mais de forma operacional com o sr. ministro da Defesa e Ordem Interna", defendendo, no entanto que os problemas no Golfo da Guiné "é uma matéria que merece o consenso, em Portugal como em São Tomé de todos os autores políticos".

O governante português efetua uma visita de 24 horas a São Tomé no âmbito de uma digressão por vários países africanos onde Portugal tem guarnição militar para festejar o Natal com os militares do seu país.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.