Ciência e tecnologia

Meteorologistas portugueses e espanhóis reúnem em São Miguel


 

Lusa/AO online   Regional   10 de Set de 2008, 15:08

Os organismos portugueses e espanhóis de meteorologia reúnem nos Açores a partir de quinta-feira, para reforçar os laços de colaboração na área da vigilância atmosférica à escala global, anunciou a organização do evento.
O delegado regional do Instituto de Meteorologia de Portugal, Diamantino Henriques, adiantou à agência Lusa que este projecto iniciado há três anos, na área do Atlântico Norte, é "fundamental para perceber, acompanhar e detectar alterações climáticas na terra".

    "Os Açores têm uma situação estratégica única para este tipo de estudos, porque constituem uma plataforma fixa no oceano", afirmou Diamantino Henriques, acrescentando que o grupo das Canárias, na Espanha, já trabalha nesta área há vários anos.

    No arquipélago, o estudo da vigilância atmosférica desenvolve-se nas ilhas de São Miguel e Terceira, onde existe uma colaboração com o Departamento de Ciências Agrárias da Universidade dos Açores, revelou Diamantino Henriques.

    Entre quinta e sexta-feira, na cidade de Ponta Delgada, membros do Instituto de Meteorologia de Portugal e da Agência Estatal de Meteorologia de Espanha vão analisar, na cidade de Ponta Delgada, a situação actual de ambos os serviços, projectos em curso e propostas de colaboração futuras.

    Frisando que o grupo de trabalho nos Açores está empenhado em contribuir para aumentar o conhecimento geral sobre esta matéria, Diamantino Henriques adiantou que na Terceira está instalada uma das três estações de vigilância da zona estratosférica existentes em Portugal.

    Segundo o meteorologista, esta estação permite recolher dados, compará-los com os obtidos nas estações do Continente e obter uma visão representativa da evolução da situação na região do Atlântico Norte.

    Na reunião anual de coordenação das actividades de cooperação entre as duas instituições ibéricas será, ainda, abordada a implementação do projecto "Céu Único Europeu", um serviço meteorológico destinado à aeronáutica.

    "Pretende-se estipular uma série de normas entre os vários países europeus destinados à navegação aérea", afirmou Diamantino Henriques, através da uniformização de procedimentos e controlo de qualidade do serviço.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.