Mário Soares e Boutros-Ghali abrem conferência Europa/África no Porto


 

Lusa/AO   Internacional   28 de Set de 2007, 06:14

O presidente da Fundação Portugal-África, Mário Soares, e o antigo secretário-geral da ONU Boutros Boutros-Ghali, abrem hoje no Porto a conferência internacional "Europa-África: uma estratégia comum?".
O encontro, organizado pela Fundação Portugal-África, vai reunir na Fundação de Serralves, até sábado, nomes como Lopo do Nascimento, ex-primeiro-ministro de Angola, Tomás Salomão, secretário executivo da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC), e Mahamane Touré, comissário da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

    Em declarações à Lusa, quinta-feira, Mário Soares considerou o encontro do Porto uma ocasião importante para juntar "elementos tão díspares, de países tão diferentes", numa reflexão sobre a estratégia comum que os dois continentes devem adoptar.

    "Todos estamos convencidos de que é indispensável uma estratégia comum para que dois continentes irmãos desenvolvam relações em áreas em que partilham interesses", salientou Mário Soares.

    O ex-presidente português considerou que a polémica em torno da participação do presidente do Zimbabué, Robert Mugabe, na Cimeira Europa-África não vai "emperrar" as relações entre os dois continentes "irmãos".

    "É um problema que tem a sua importância, mas não é isso que pode emperrar o desenvolvimento das relações entre a Europa e África", disse Mário Soares.

    A conferência vai abrir com um painel sobre "Uma relação histórica e geográfica incontornável", que contará também com intervenções de Briosa e Gala, representante para África do presidente da Comissão Europeia, José Tadeu Soares, secretário executivo adjunto da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), e António Monteiro, coordenador da presidência portuguesa da União Europeia para a Cimeira UE-África.

    "A cooperação Europa-África face à China e aos EUA", "Os caminhos da integração africana" e "O financiamento do desenvolvimento" são os restantes temas do encontro, que será encerrado sábado pelo ministro das Finanças, Teixeira dos Santos.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.