Marinha recolheu corpo a boiar a 600 quilómetros a sudoeste da Terceira

 Marinha recolheu corpo a boiar a 600 quilómetros a sudoeste da Terceira

 

Lusa/Aonline   Regional   26 de Ago de 2011, 13:55

A Marinha Portuguesa recolheu no mar dos Açores o corpo de um homem, em adiantado estado de decomposição, que se encontrava a boiar a cerca de 600 quilómetros a sudoeste da ilha Terceira.

O corpo, segundo disse hoje à Lusa uma fonte oficial do Centro de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada, foi recolhido pela corveta ‘Batista de Andrade’ a meio da tarde de quinta-feira e deve chegar hoje ao princípio da noite a Ponta Delgada para o cumprimento das formalidades legais adequadas.

Este caso teve início na quarta-feira de manhã quando uma embarcação de pesca avistou um corpo, vestido com um oleado laranja, a flutuar no mar a cerca de 685 quilómetros a sudoeste de S. Miguel.

A posição do corpo foi marcada com GPS e o avistamento foi comunicado às autoridades, que acionaram um dispositivo de busca para aquela área, envolvendo uma corveta da Marinha e um avião C295 da Força Aérea, da Base das Lajes, na Terceira.

A tripulação do avião localizou o corpo às 15:45 de quinta-feira, tendo sido depois recolhido pela corveta que saiu de Ponta Delgada com destino à zona identificada pela embarcação de pesca.

A fonte contactada pela Lusa revelou que o corpo se encontra em “adiantado estado de decomposição”, estimando que possa estar no mar “há várias semanas”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.