Açoriano Oriental
Mares dos Açores e da Madeira são ‘estradas’ para o tráfico de cocaína

O tráfico de droga está a gerar cada vez mais lucros na Europa. Relatório europeu chama a atenção para o facto de a globalização, as fronteiras abertas e o mercado online serem “armas” usadas pelas redes criminosas. Que também ajudam os grupos extremistas

article.title

Foto: Salvador SAS/EFE
Autor: Carlos Ferro/DN

Os mares dos Açores e da Madeira fazem parte das rotas que os traficantes utilizam para fazer chegar à Europa toneladas de cocaína provenientes da América do Sul, principalmente do Brasil, Colômbia, Equador, Paraguai e Peru. Apesar de as duas regiões autónomas portugueses estarem a perder importância como áreas de trânsito para as máfias, as suas águas são ainda utilizadas por muitas embarcações que transportam a segunda droga mais utilizada no continente europeu: em 2017 o mercado ilegal relacionado com este estupefaciente movimentou 9.1 mil milhões de euros. A canábis, a mais consumida, terá gerado 11.6 mil milhões de euros. 


Reportagem completa na edição desta quarta-feira, 27 novembro 2019, do jornal Açoriano Oriental


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.