Máquina na Póvoa de Varzim troca lixo para reciclar em descontos e ofertas


 

Lusa/Ao online   Nacional   15 de Dez de 2018, 15:01

‘Reciclar para ganhar' é o nome de um projeto pioneiro, implementado na Póvoa de Varzim, onde resíduos para reciclagem podem ser, automaticamente, convertidos em descontos e ofertas de vários produtos e serviços.

O processo é feito através de uma máquina, a primeira a ser instalada em Portugal, que está programada para receber garrafas de plástico, latas em alumínio ou recipientes de vidro, e, em troca, emitir um talão com pontos que, quando acumulados, darão direito a benefícios.

Nesta primeira fase, estão contemplados vales de desconto em compras no mercado municipal da Póvoa de Varzim, onde a máquina está instalada, oferta de bilhetes de cinema na sala de espetáculos local, e, também, entradas gratuitas nas piscinas e ginásios municipais.

O projeto, que foi desenvolvido pela Lipor, empresa intermunicipal na área de gestão e tratamento de resíduos, está a ser potenciado pela Câmara Municipal poveira, que tem feito a gestão do equipamento, visando aumentar os níveis de reciclagem feitos pela comunidade, em troca de pequenas recompensas.

"Tal como diz o nome do projeto, todos saem a ganhar. Os nossos parceiros comerciantes no mercado municipal conseguem divulgar os seus produtos e serviços, as pessoas que entregam os resíduos recebem os descontos e, sobretudo, o ambiente sai a ganhar, porque conseguimos agregar mais resíduos que, eventualmente, podiam ir parar aos recipientes de indiferenciados", explicou à Lusa Sílvia Costa, vereadora do Ambiente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim.

A máquina, que surgiu num concurso de ideias da Lipor, está em funcionamento há menos de uma semana, mas, segundo a autarca, a adesão das pessoas, e dos 12 parceiros que recebem nas suas bancas os vales de desconto, "tem sido muito positiva".

"As pessoas perceberam de imediato as vantagens de estarem associadas ao projeto, porque há um potenciar de negócio no mercado municipal. Com os vales de desconto que recebem com a entrega dos resíduos os clientes pode fazer as compras no mercado, o que desperta o interesse dos lojistas", completou a vereadora.

As bancas dos comerciantes parceiros no ‘Reciclar para Ganhar' estão devidamente identificadas e, apesar de projeto estar ainda numa fase prematura, têm já despertado o interesse.

É o caso da banca de Guilhermina Ramos, na secção dedicada à venda de peixe, que falou "numa ideia interessante que pode trazer mais negócio".

"Apesar do mercado não ter abundância de clientes, já muitos têm falado neste projeto. Também tento divulgá-lo, porque toda gente devia fazer reciclagem", disse a comerciante.

Guilhermina Ramos acredita que vai "compensar aderir", nem que não seja "para fazer uma atenção aos clientes".

"O importante é que o cliente fique bem servido. Um pequeno desconto agora para melhores negócios no futuro", antecipou.

Os responsáveis do mercado municipal confirmaram que já vários vales de descontos foram atribuídos, tendo já sido recolhidas algumas dezenas de quilos de resíduos.

A título de exemplo, 20 garrafas de água de plástico garantem 100 pontos, que podem ser trocados por um vale de desconto de um euro, numa compra superior a 5 euros.

Duzentos pontos garantem um bilhete de cinema e 300 permitem uma entrada nas piscinas municipais.

Os materiais entregues na máquina têm uma valorização diferenciada, sendo que, por exemplo, garrafas de água ou refrigerantes valem cinco pontos, pacotes sumos ou leite e latas de refrigerantes três pontos e embalagens de vidro 2 pontos.

Nesta fase, a máquina não aceita, para reciclagem, produtos de papel ou cartão.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.