Makukula concretiza sonho de infância


 

Lusa/AO online   Futebol   15 de Out de 2007, 17:33

Ariza Makukula, chamado a substituir o lesionado Nuno Gomes para o embate de quarta-feira no Cazaquistão, revelou esta segunda-feira, em Baku, ter concretizado um sonho, com a primeira chamada à principal selecção portuguesa de futebol.
     "Realmente não tenho palavras e não sei como explicar tamanha alegria. É um sonho concretizado. Um sonho de infância. Tenho mesmo de agradecer a todo o Mundo", sublinhou Makukula, momentos antes do último treino realizado em solo azeri.

    Com 26 anos e depois de ter vestido a camisola das "quinas" no escalão sub-21, Makukula desvalorizou a longa viagem - chegou a Baku às 04:30 (00:30 em Lisboa) e iniciou o treino às 09:00 - e o cansaço, salientando que a alegria acaba por ser suficiente para esquecer todos os contratempos.

    "A cama fica para depois. Estar aqui é uma enorme alegria. Estou disponível para ajudar. A viagem foi longa, mas como estava muito feliz nem pensei em mais nada", revelou.

    Ariza Makukula agradeceu a oportunidade à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e considerou também que a boa época no Marítimo (quatro golos, em seis jogos) foi determinante para a chamada.

    O avançado explicou ainda os contornos da convocatória à última hora, revelando que, inicialmente, pensou que "estavam a brincar".

    "Deram-nos uns dias e estava numas mini-férias em Bruxelas com a família e no princípio até pensei que estavam a gozar. Perguntaram-me onde estava e a dizer que tinha de regressar por causa da selecção. Estar aqui é muito bom. Graças a Deus, estou bem e com todos estes belíssimos jogadores", contou.

    O jogador lamentou ainda a lesão do "grandíssimo" jogador que é Nuno Gomes (com uma lesão no adutor direito, contraída durante a fase de aquecimento para o jogo com o Azerbaijão) e sublinhou não conhecer ainda muito bem a equipa do Cazaquistão.


Selecção já está no Cazaquistão

A selecção portuguesa de futebol chegou hoje depois das 20:00 locais (14:00 nos Açores) ao Cazaquistão, onde quarta-feira defronta a formação local, em encontro do grupo A de apuramento para o Europeu de 2008.

    Depois de quase quatro horas de viagem, desde Baku, local onde Portugal cumpriu um treino pela manhã (madrugada em Portugal), a comitiva lusa aterrou em Almaty, perante uma temperatura agradável, a rondar os 12 graus.

    A saída do Aeroporto foi tranquila, mas, como é habitual, gerou-se uma pequena confusão quando surgiu Cristiano Ronaldo, a maior “estrela” da selecção portuguesa de futebol e actualmente um dos futebolistas em maior destaque em todo o Mundo.

    À espera do conjunto das “quinas” estava igualmente a imprensa local, o normal para receber uma formação que é a actual vice-campeã europeia e foi quarta classificada no recente Mundial, disputado na Alemanha, em 2006.

    Depois de abandonar o aeroporto, a comitiva lusa rumou à unidade hoteleira em que ficará instalada no Cazaquistão, sendo que, face ao adiantado da hora, o programa já só prevê hoje descanso.

    A selecção portuguesa de futebol cumpre terça-feira, pelas 18:00 locais (12:00 nos Açores), o treino de adaptação ao Estádio Tcentralny, em Almaty.

    A única sessão de trabalho em solo cazaque será antecedida, pelas 17:00 locais (11:00 nos Açores), de uma conferência de imprensa com a participação do seleccionador português de futebol, o brasileiro Luiz Felipe Scolari, e um jogador.

    Depois da ronda de sábado, Portugal segue no segundo lugar do grupo A de apuramento para o Europeu de 2008, com 20 pontos (11 jogos), contra 24 da líder Polónia (12), 20 da Finlândia, terceira (12), e 17 da Sérvia, quarta (11).

    Com o triunfo em Baku (2-0 ao Azerbaijão, com golos de Bruno Alves e Hugo Almeida) e os empates de Finlândia (0-0 na Bélgica) e Sérvia (0-0 na Arménia), Portugal ficou a sete pontos de atingir a quarta fase final consecutiva da principal competição europeia.

    O encontro entre as selecções principais de futebol de Portugal e do Cazaquistão realiza-se quarta-feira, pelas 20:00 locais (14:00 nos Açores), no Estádio Tcentralny, em Almaty.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.