Açoriano Oriental
Mais de 30 urgências de várias especialidades com dificuldades até dia 18

Mais de 30 urgências de várias especialidades vão funcionar com limitações a partir de hoje, até dia 18, anunciou a Direção Executiva do SNS, que admite que a situação é provocada pela recusa dos médicos em fazer horas extraordinárias.

Mais de 30 urgências de várias especialidades com dificuldades até dia 18

Autor: Lusa /AO Online

Na região Norte, a DE-SNS aponta dificuldades de funcionamento em 11 serviços de urgência (diversas especialidades), na região Centro são cinco as unidades hospitalares com constrangimentos nas urgências, na região de Lisboa e Vale do Tejo 11, uma no norte alentejano (Portalegre), uma em Évora e duas no Algarve.

Na nota hoje divulgada, a DE-SNS admite que o Serviço Nacional de Saúde atravessa um “período crítico da sua existência” e diz que a reorganização da resposta nos serviços de urgência foi imposta pela indisponibilidade de “um número relevante de médicos” para fazerem trabalho extraordinário.

No Norte do país, terão dificuldades de funcionamento a urgência médico-cirúrgica do Hospitalar de Chaves, nas especialidades de pediatria e ortopedia, entre hoje e dia 18, com os doentes a serem enviados para Vila Real, e o Hospital de Mirandela, durante toda a semana na cirurgia geral, com os doentes a passarem a ser atendidos em Bragança.

Ainda no Norte do país, o Hospital de Braga vai ter dificuldades de responder na urgência de ginecologia/obstetrícia nos dias 14, 17 e 18 e na cirurgia geral durante toda a semana, à exceção do horário diurno de domingo e do próximo dia 18. No caso da cirurgia gera os doentes serão atendidos no Hospital São João e na ginecologia/obstetrícia as instituições para referenciação são o Centro Hospitalar do Médio Ave, o Hospital de Guimarães, a Unidade Local de Saúde do Alto Minho e o Hospital São João.

Na Unidade Hospitalar de Viana do Castelo, haverá dificuldades na resposta na urgência de cirurgia geral hoje e domingo e na noite de dia 17 e todo o dia e noite de 18. Neste caso, os doentes serão atendidos no Hospital Universitário São João (Porto).

No hospital de Vila Nova de Famalicão há dificuldades de resposta na cirurgia geral hoje e no domingo, com a resposta a ser garantida pelo Hospital São João.

Estão ainda previstas dificuldades na resposta no Hospital de Santa Maria Maior - Serviço de Urgência Básica durante toda a semana e no Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica da Unidade Local de Matosinhos hoje e domingo e nos dias 17 e 18. Em ambos os casos os doentes encontrarão resposta no Hospital São João.

São ainda apontadas dificuldades de resposta na Unidade Hospitalar da Póvoa do Varzim - Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica hoje e domingo e no dia 18 (doentes atendidos no São João), assim como na Unidade Hospitalar de Vale do Sousa na urgência de ginecologia/obstetrícia (hoje, domingo e nos dias 16, 17 e 18), de pediatria (14, 15, 16, 17, 18) e de cirurgia geral (durante toda a semana). Os hospitais de Santo António e São João são as unidades que cobrirão esta resposta.

Ainda no Norte do país, o Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, terá dificuldades na resposta nas urgências de ortopedia à noite entre hoje e o dia 18, com os doentes a encontrarem resposta no Hospital Santo António (Porto), e na Unidade Hospitalar de Vila da Feira os constrangimentos serão nas urgências ginecologia/obsterícia (noites de 15 e 16 e todo o dia 18), pediatria (noite de hoje e domingo e todo o dia 18) e ortopedia (horário noturno toda a semana).

Na região Centro, que tem 17 pontos na rede de urgência do SNS, as dificuldades serão na Unidade Hospitalar de Viseu – Serviço de Urgência Polivalente, nas especialidades de cirurgia geral e ortopedia nos horários noturnos de toda a semana e, no Hospital da Guarda, em ginecologia/obstetrícia (hoje, domingo e nos dias 17 e 18) e na ortopedia (noites de 11 e 13 e em todo o dia 14).

São igualmente apontadas dificuldades de resposta na Unidade Hospitalar de Aveiro - Serviço de Urgência médico-cirúrgica nalguns dias da semana em ginecologia/obstetrícia, pediatria e cirurgia geral, assim como no Hospital Distrital da Figueira da Foz, nas especialidades de cirurgia geral e ortopedia. Na Unidade Hospitalar de Leiria as dificuldades de resposta na urgência ocorrem na ginecologia/obstetrícia, pediatria, cirurgia geral e na cardiologia (incluindo a Via Verde).

Na Região de Lisboa e Vale do Tejo, que tem 17 pontos da rede de Serviço de Urgência do SNS, haverá dificuldades de resposta no Hospital de Loures – Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica nas especialidades de ginecologia/obstetrícia, pediatria e cirurgia geral em diversos horários durante toda a semana, com as respostas a serem garantidas em Vila Franca, no Hospital S. Francisco Xavier, no Centro Hospitalar Lisboa Central e no Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte.

No Centro Hospitalar do Oeste, as dificuldades serão no Hospital das Caldas da Rainha (ginecologia/obstetrícia, pediatria e cirurgia geral) e em Torres Vedras (pediatria), em diferentes horários e dias da semana.

Haverá igualmente dificuldades de resposta em Abrantes, na pediatria (dias 11, 12 e 18), em Santarém, em ginecologia/obstetrícia (dias 13 e 15) e em Vila Franca de Xira, na ginecologia/obstetrícia (dias 11 e 12).

No Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, EPE – Serviço de Urgência Polivalente, as dificuldades serão nas noites na especialidade de pediatria durante toda a semana, e no Hospital Amadora-Sintra serão na ginecologia/obstetrícia (dias 13, 14, 15 e 16) e na pediatria (nas noites de toda a semana).

No Hospital Garcia de Orta os constrangimentos serão nas especialidades de ginecologia/obstetrícia, pediatria, cirurgia geral e neurologia (Via Verde AVC), em diversos dias da semana, e no Hospital Barreiro-Montijo, entre a noite de dia 13 e a noite de dia 18, nas urgências de ginecologia/obstetrícia e pediatria.

As especialidades de ginecologia/obstetrícia e pediatria são também as que terão dificuldade de resposta em Setúbal, hoje e no domingo, com os utentes a serem encaminhados para os hospitais Garcia de Orta e Barreiro-Montijo.

Na Unidade Hospitalar de Portalegre, o Serviço de Urgência Médico-Cirúrgica vai ter dificuldades na resposta na cirurgia geral nalguns dias da semana, o mesmo acontecendo nesta especialidade no Hospital de Évora (durante toda a semana) e também na pediatria (noites).

No Algarve, a urgência na pediatria terá dificuldades de resposta em Portimão nos dias 11 e 12 e nalguns horários nos dias 15, 16, 17 e 18. Em Faro as dificuldades de resposta serão na cirurgia geral (noite de 12 e durante o dia a 13) e na pediatria (hoje e domingo, na noite de 15 e horário diurno de 16, assim como na noite de 17 e durante todo o dia e noite de 18).


PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados