Mais de 250 empresário portugueses e brasileiros reúnem-se em Lisboa


 

Lusa/AO online   Economia   12 de Set de 2008, 16:39

Um encontro empresarial reunirá cerca de 260 executivos brasileiros e portugueses, em Lisboa, no âmbito dos 200 anos da chegada da família real portuguesa ao Brasil.
A 13ª edição do Meeting Internacional, um evento promovido pelo LIDE - Grupo de Líderes Empresariais, entidade que reúne 500 empresas brasileiras, decorrerá de 08 a 12 de Outubro.

    O objectivo será fomentar o debate entre empresários e políticos brasileiros e portugueses para ampliar o intercâmbio entre os dois países, disse à Agência Lusa o empresário João Dória Júnior, organizador do encontro.

    Os temas do encontro, que se Realiza no Pestana Palace, em Lisboa, serão "Telecomunicações: factor de desenvolvimento e integração social" e "Bioenergia e a redução da poluição ambiental".

    O ponto alto será um seminário, no dia 10 de Outubro, com a participação do primeiro-ministro português, José Sócrates, e dos ministros brasileiros Edson Lobão (Minas e Energia), Hélio Costa (Comunicações) e Reinhold Stephanes (Agricultura).

    O Presidente de Portugal, Aníbal Cavaco Silva, participará num almoço, logo após o seminário, com os participantes do 13º Meeting Internacional, segundo o programa do encontro.

    Trata-se do primeiro evento do LIDE na Europa, no ano em que se assinalam os 200 anos da chegada da corte portuguesa ao Brasil.

    "O relacionamento é hoje um factor decisivo na vida empresarial e esse é um dos grandes resultados dos encontros", salientou Dória Júnior.

    Criado em Junho de 2003, o LIDE reúne empresas com facturação acima de 80 milhões de euros, que, no total, representam cerca de 43 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil.

    O Meeting Internacional é considerado um dos eventos corporativos mais importante do Brasil, realizado anualmente em diferentes países.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.