Açoriano Oriental
Mais 20 nomes no alinhamento de concertos do Tremor 2020

São mais vinte nomes que se juntam ao alinhamento de concertos e clubbing do Tremor deste ano que decorre entre os dias 31 de março e 4 de abril.


Foto: Fernando Resendes
Autor: Susete Rodrigues/AO Online

Do funaná dos Ferro Gaita, até à linguagem audiovisual de Push 1 stop & Wiklow, passando pelos cruzamentos de géneros de Anna Meredith, 33EMYBW e Ko Shin Moon, as reflexões para violino de Samuel Martins Coelho e o regresso a Portugal de Warmduscher e do brasileiro GIO (Giovani Cidreira), começa a ganhar formato final a proposta de música para o festival deste ano do Tremor.


Nos nomes nacionais, adicionam-se ainda Gonzo e os açorianos Luís Gil Bettencourt e Mário Raposo (AV Cactus Sessões), refere nota de imprensa da organização.


No universo do clubbing, escolha a propor diversas viagens ao tropicalismo e psicadelia mundial com La Flama Blanca, Instituto Fonográfico Tropical, DJ Fitz, a dupla Milhafre e Gaivota e Goldfish, Good in Da’Hood e Huntz Huntz.


Refira-se que estes novos nomes juntam-se aos já anunciados: Lena D'Água, Solar Corona, Angélica Salvi, Conferência Inferno, The Dirty Coal Train, Juana Molina, Kathryn Joseph, Föllakzoid, Gabber Modus Operandi, Larry Gus, MadMadMad, MC Yallah & Debmaster, Pelada, RomeroMartín, Sessa, Vanishing Twin, Lil Kyra e In Peccatvm.


Os bilhetes para a sétima edição do Tremor já se encontram à venda na BOL, FNAC, Worten, CTT e La Bamba Bazar Store, em Ponta Delgada, por 50 euros.


Salientes--se que o Tremor volta a ter como ponto central a ilha de São Miguel, propondo uma experiência que, ao longo de cinco dias, integra concertos em salas e natureza, residências artísticas, performances surpresa e o diálogo entre artistas locais e convidados, música e outras formas de arte.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.