Lyudmila Blonska despojada da medalha de prata do heptatlo

 Lyudmila Blonska despojada da medalha de prata do heptatlo

 

Lusa/AO online   Outras modalidades   22 de Ago de 2008, 11:38

A ucraniana Lyudmila Blonska viu ser-lhe retirada a medalha de prata do heptatlo e foi expulsa dos Jogos Olímpicos de Pequim2008 por ter acusado a presença de esteróides anabolisantes no organismo num controlo antidoping, anunciou o Comité Olímpico Internacional.
    Blonska, de 30 anos e vice-campeã Mundial, já não participará hoje na final da prova de salto em comprimento, para a qual também se qualificou, sendo substituída pela nigeriana Blessing Okagbara.

    Com a perda da medalha por parte de Blonska, a norte-americana Hyleas Fountain, que tinha sido terceira classificada na prova, vai trocar o bronze pela prata, enquanto a russa Tatyana Chernova, quarta classificada, ascenderá ao terceiro lugar do pódio.

    Esta é a segunda vez que a ucraniana é apanhada nas “malhas” do doping. Antes, já tinha sido suspensa por dois anos (entre 2003 e 2005). Devido à reincidência, a Federação Internacional de Atletismo (IAAF), além da expulsão dos Jogos, vai irradiá-la do atletismo.

    Este é o quinto caso de doping detectado nos Jogos de Pequim, depois da ciclista espanhola Maribel Moreno (EPO), do atirador norte-coreano Kim Jong-su (betabloqueante), da ginasta vietnamita Do Thi Ngan Thuong (diurético) e da atleta grega Fani Halkia, campeã olímpica dos 400 metros barreiras em Atenas2004 (esteróides).

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.