Bolsa

Lisboa fecha a cair 1,34% em linha com Europa


 

Lusa / AO online   Economia   30 de Nov de 2009, 16:12

O principal índice da bolsa portuguesa, o PSI-20, encerrou a cair 1,34 por cento, para 8.253,96 pontos, em linha com a Europa, com apenas um título a fechar em terreno positivo.
Dos vinte títulos que compõem o PSI-20, 19 fecharam em queda e um, a EDP Renováveis, fechou positivo, numa sessão em que trocaram de mãos 39,5 milhões de títulos, no valor de 93,3 milhões de euros.

A liderar as perdas estiveram o BCP, que cedeu 2,32 por cento para 0,88 euros, e a Galp, que perdeu 2,31 por cento para 12,01 euros.

Pela positiva, destaque para a EDP Renováveis, o único título do PSI 20 a encerrar em terreno positivo na sessão de hoje. As acções da empresa liderada por Ana Maria Fernandes valorizaram 0,84 por cento para 6,54 euros.

O sector financeiro foi dos que mais pressionou o PSI 20 para terreno negativo.

O BCP cedeu 2,32 por cento para 0,88 euros, o BPI perdeu 1,95 por cento para 2,21 euros e o BES recuou 1,85 por cento para 4,66 euros, depois de anunciado um acordo para adquirir 40 por cento do líbio Aman Bank, num investimento total de 37,8 milhões de euros que lhe permitirá, apesar de ter uma posição minoritária, assumir o controlo da gestão.

Na energia, a Galp recuou 2,31 por cento para 12,01 euros, a REN perdeu 1,17 por cento para 2,95 euros e a EDP desvalorizou-se 0,78 por cento para 3,05 euros.

A contrariar o sentimento do sector esteve a EDP Renováveis, que avançou 0,84 por cento para 6,54 euros.

Nas telecomunicações, a Sonaecom recuou 1,11 por cento para 1,78 euros, o 'peso pesado' PT perdeu 0,59 por cento para 8,05 euros, e a Zon cedeu 0,23 por cento para 4,25 euros.

Nota ainda para a Mota-Engil e a Teixeira Duarte, que encerraram ambas no 'vermelho' no dia em que foi divulgado um estudo elaborado pela consultora Deloittte que as coloca entre as 100 maiores construtoras da Europa.

A construtora liderada por Jorge Coelho recuou 1,57 por cento para 3,81 euros, enquanto a Teixeira Duarte perdeu 0,76 por cento para 1,03 euros.

Na Europa, os mercados encerram em queda, tendo a praça Lisboeta registado a maior descida (1,34 por cento).

Nas restantes praças europeias, as perdas oscilaram entre os 0,73 por cento de Londres e os 1,12 por cento de Madrid.

O índice Euronext 100 recuava 1,19 por cento para 640,50 pontos e o índice DJ Stoxx 50 cedia 1,09 por cento para 2.438,34 pontos.

"Os receios relativos aos possíveis impactos do anúncio do Dubai [que decidiu prorrogar o pagamento das dívidas do Dubai World] provocaram um aumento de aversão ao risco que se traduziu numa pressão vendedora, fundamentalmente nos sectores financeiro e petrolífero", referem os analistas do BPI.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.