Licenças para novas habitações sobem 13,3% até julho para 13.298

Licenças para novas habitações sobem 13,3% até julho para 13.298

 

Lusa/AO online   Regional   18 de Set de 2019, 18:58

O número de fogos novos licenciados aumentou 13,3% até julho, para 13.298, face a igual período do ano passado, revelou a associação dos industriais da construção civil.

Até ao final de julho foram licenciadas 9.529 obras de construção e reabilitação de edifícios habitacionais por parte das câmaras municipais, uma subida de 8,4% em comparação com igual período de 2018, mas um desacelerar face ao ritmo de crescimento do trimestre.

De acordo com a mesma associação, o valor médio da avaliação bancária na habitação fixou-se em 1.283 euros por metro quadrado (m2), em julho, o que traduz um aumento de 8,1% em relação ao valor apurado no mesmo mês de 2018, em resultado de uma subida de 10,1% nos apartamentos e de 5,3% nas moradias.

O valor médio da avaliação bancária na habitação, indica a AICCOPN, está em máximos desde há 28 meses consecutivos.

Já em relação aos valores de avaliação bancária na habitação nos Açores verificou-se, em julho deste ano, um aumento em termos homólogos de 8,7% para 1.103 euros por metro quadrado (m2).

O novo crédito à habitação atribuído pelas instituições financeiras teve um aumento de 3,6% nos sete primeiros meses deste ano e em termos homólogos, para 5.898 milhões de euros, ao mesmo tempo que se assiste a uma estabilização do montante total de crédito à habitação face ao registado no ano passado.

Quanto ao crédito concedido às empresas de construção e imobiliário este registou em julho uma intensificação do ritmo de redução do montante total em stock, com um decréscimo de 8,1%, em termos homólogos, para 16,9 mil milhões de euros.

O consumo de cimento no mercado português, por sua vez, atingiu 1,9 milhões de toneladas nos sete primeiros meses deste ano, mais 16,6% na comparação com idêntico período do ano anterior.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.