Libertada portuguesa raptada na Venezuela no princípio do mês


 

Lusa / AO online   Internacional   22 de Nov de 2007, 14:47

A estudante portuguesa Ana Cristina de Sousa, 23 anos, raptada na Venezuela a 2 de Novembro foi libertada, anunciou fonte da Secretaria de Estado das Comunidades.
"A Ana Cristina de Sousa está em casa desde ontem (quarta-feira) e está bem de saúde", disse à Agência Lusa a mesma fonte, que se recusou a dar mais pormenores.

A estudante portuguesa foi sequestrada por desconhecidos na cidade de Maracaibo, 800 quilómetros a Oeste de Caracas.

Segundo disse, na altura, à Lusa uma fonte da Guarda Nacional (polícia militar), a jovem terá sido obrigada a subir para um veículo e acompanhar um grupo indeterminado de desconhecidos.

Com dupla nacionalidade, portuguesa e venezuelana, Ana Cristina de Sousa é filha de um comerciante português, proprietário de várias padarias, na cidade de Maracaibo.

Segundo amigos, a família é natural de Aveiro, Portugal.

Pelos menos 14 portugueses foram sequestrados desde Janeiro de 2007 na Venezuela.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.