Saúde pública

Infarmed retira do mercado medicamento de uso hospitalar


 

Lusa / AO online   Nacional   6 de Nov de 2007, 14:54

O Infarmed está a retirar do mercado português o medicamento de uso hospitalar anti-hemorrágico Trasylol, após um estudo ter revelado que este fármaco aumenta o perigo de morte em pacientes submetidos a cirurgia cardíaca, disse fonte oficial.
O porta-voz da Autoridade do Medicamento (Infarmed) adiantou à agência Lusa que "os mecanismos para a recolha do medicamento em Portugal foram desencadeados" na segunda-feira.

A Bayer suspendeu temporariamente a comercialização de Trasylol a nível mundial na sequência da interrupção parcial, por motivos de segurança, de um estudo canadiano, que detectou que este fármaco terá um risco acrescido de morte em pacientes submetidos a cirurgia.

A empresa vai manter suspensa a comercialização deste medicamento até obter uma análise mais detalhada dos dados do estudo, segundo o Infarmed.

O medicamento Trasylol era comercializado em Portugal e estava indicado na redução de perdas sanguíneas e de transfusões de sangue em doentes submetidos a "bypass" cardiopulmonar.

É um medicamento de uso exclusivamente hospitalar.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.