Índice de custos em habitação nova sobe 6,1%


 

Lusa/AOonline   Economia   10 de Nov de 2008, 11:51

O Índice de Custos de Construção de Habitação Nova subiu 6,1 por cento face igual período de 2007 e caiu 1,2 pontos percentuais em relação a Agosto, segundo os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística.
De acordo com o INE, este crescimento foi determinado pela variação homóloga de 8,8 por cento (11,2 por cento no mês anterior) da componente materiais

    Por tipo de construção, as taxas de variação homóloga dos índices relativos a apartamentos e moradias foram de 6,4 e 5,6 por cento respectivamente, traduzindo idêntico abrandamento de 1,2 pontos percentuais face ao observado no mês anterior.

    O índice de preços de manutenção e reparação regular da habitação, por sua vez, apresentou uma variação homóloga positiva de 3,1 por cento, superior em 0,3 pontos percentuais à variação registada no mês anterior.

    Este comportamento, segundo o INE, resultou da aceleração de 0,7 pontos percentuais da componente serviços que mais do que compensou o ligeiro abrandamento de 0,1 pontos percentuais da componente produtos.

    O Índice de Custos de Construção de Habitação Nova pretende medir a evolução do custo de construção de edifícios residenciais em Portugal continental, mediante apuramentos de periodicidade mensal.

    O Índice de Preços de Manutenção e Reparação Regular da Habitação visa, de acordo com o INE, possibilitar a análise da evolução do nível dos preços dos produtos e serviços relacionados com a despesa em manutenção e reparação regular dos alojamentos familiares.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.