Assembleia Legislativa Regional

Incidente entre deputados suspende trabalhos do parlamento

Incidente entre deputados suspende trabalhos do parlamento

 

Lusa / AO online   Regional   19 de Mar de 2010, 16:43

 Uma alegada ameaça de agressão de um deputado do PS a outro do PSD, que terá sido feita pelo circuito telefónico interno do parlamento açoriano obrigou esta sexta-feira à interrupção dos trabalhos do plenário durante cerca de meia hora.
O incidente teve origem numa conversa telefónica entre o socialista Francisco César e o social-democrata Clélio Meneses, enquanto decorria a discussão de uma proposta de revisão do acordo laboral da Base das Lajes.

António Marinho, líder da bancada parlamentar do PSD, insurgiu-se contra a situação, lamentando que o parlamento tenha “chegado ao ponto de um deputado do PS, através do telefone, fazer uma ameaça de agressão física, usando palavras pouco próprias e pouco dignas para esta casa”.

Esta versão foi, de imediato, contestada pelo líder parlamentar do PS, Hélder Silva, que considerou “exageradas” as declarações de António Marinho.

Na sequência deste incidente, o deputado do PCP, Aníbal Pires, que estava a discursar, pediu um intervalo de 15 minutos para que o assunto fosse devidamente esclarecido.

No regresso dos trabalhos acabou por ser o presidente da Assembleia Legislativa Regional, Francisco Coelho, a suspender o plenário, convocando, de urgência, uma conferência de líderes.

Os trabalhos parlamentares foram retomados cerca de meia hora mais tarde, mas sem qualquer explicação por parte de nenhum dos deputados envolvidos, que terão esclarecido a divergência longe dos olhares dos jornalistas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.