Hamas proíbe comemorações em Gaza

Hamas proíbe comemorações em Gaza

 

Lusa / AO online   Internacional   10 de Nov de 2009, 14:44

O movimento radical islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza, vai proibir a realização de qualquer comemoração no território do quinto aniversário da morte do antigo presidente da Autoridade Palestiniana Yasser Arafat, disseram fontes locais.
"O departamento de segurança interna (do Hamas) entrou segunda-feira nas nossas instalações e pediu para não imprimirmos fotografias do antigo presidente ou qualquer frase do Fatah (movimento criado por Yasser Arafat) sem a autorização do Ministério do Interior", afirmou esta terça-feira um proprietário de uma tipografia em Gaza, citado pelas agências noticiosas internacionais.

Um responsável do partido Fatah, em Gaza, adiantou que "as forças de segurança interna convocaram dezenas de quadros do movimento político na Faixa de Gaza para proibir as comemorações" da morte de Arafat.

O Hamas, que governa o território desde Junho de 2007, desde que expulsou o Fatah, não fez, até ao momento, declarações sobre o assunto.

Yasser Arafat, o líder histórico palestiniano, morreu a 11 de Novembro de 2004, aos 75 anos, num hospital militar nos arredores de Paris.

Uma grande manifestação será realizada quarta-feira na Cisjordânia, em Ramallah, sede da Autoridade Palestiniana, para assinalar o aniversário da morte do dirigente.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.