Visita de Governo

Governo vai construir uma ambulância marítima para o transporte de doentes entre o Pico e o Faial


 

Lusa/ AO   Regional   24 de Out de 2007, 08:19

O Governo Regional vai encomendar aos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, a construção de uma embarcação específica para o transporte de doentes entre as Ilhas do Pico e do Faial.
O anúncio foi feito ao início da noite de terça-feira pelo secretário regional dos Assuntos Sociais, durante uma reunião entre o executivo socialista e o Conselho de Ilha do Pico, no âmbito de uma visita de três dias que o Governo está a realizar áquela Ilha.

    Segundo explicou Domingos Cunha, a "ambulância-marítima" será equipada com todas as "capacidades" para socorrer e transportar doentes provenientes da Ilha do Pico para a vizinha Ilha do Faial, onde fica situado o Hospital da Horta.

    Respondendo às críticas do Conselho de Ilha, que contesta a falta de condições no transporte de doentes que atravessam o canal a bordo das embarcações de transporte público de passageiros da Transmaçor, o governante adiantou que já exigiu aos serviços de saúde da Ilha, informações sobre a forma como se processa esse transporte.

    Segundo o relato de um dos conselheiros, por vezes os doentes do Pico vão "amontoados" no barco para o Faial, uns evacuados de urgência, outros com o intuito de receberem tratamentos que não existem nos três Centros de Saúde do Pico.

    Ainda durante a reunião do Conselho de Ilha, e a respeito da fixação de jovens no Pico, o presidente do Governo, anunciou também a intenção de alargar para dois anos o período de estágio dos jovens licenciados, afirmando que desta forma, será possível acompanhar melhor o trabalho desses jovens profissionais, integrados no programa "Estagiar L".

    Carlos César disse também esperar que os Serviços de Finanças reembolsem os agricultores açorianos que alteraram as suas declarações de IRS na sequência de uma interpretação errada do Ministério das Finanças sobre a tributação dos subsídios atribuídos pela União Europeia destinados a compensar a perda de rendimentos.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.