Governo regional admite baixar combustíveis

Governo regional admite baixar combustíveis

 

Lusa/AO   Regional   18 de Set de 2008, 06:15

 O presidente do Governo açoriano admitiu quarta-feira à noite novas reduções nos preços dos combustíveis durante este mês e em Outubro, mas rejeitou que esta medida esteja relacionada com as próximas eleições regionais.
“Advirto, desde já, que não tem rigorosamente nada a ver com as eleições” legislativas regionais de 19 de Outubro, afirmou Carlos César, à margem da apresentação do projecto de uma nova estrada na ilha de São Miguel.

    Segundo disse, a diferença de preços entre os Açores e o continente “chega a ser de 60 por cento” mais barata nas ilhas em alguns combustíveis.

    Carlos César explicou que os preços no arquipélago são fixados com base nos valores de aquisição em vigor nos 30 dias anteriores, razão pela qual a referência nos Açores “não é a notícia do dia, mas os preços praticados, em média, no mês anterior”.

    Segundo Carlos César, caso se mantenha a tendência de redução do custo do barril do petróleo, vai ser possível, em Setembro, “fazer mais uma baixa no preço da gasolina e, partir de 01 de Outubro, fazer uma baixa significativa no caso do gasóleo”.

    “Temos de fazer assim, porque, legalmente, temos de obedecer a bandas do imposto sobre os produtos petrolíferos e nós estamos na banda mínima em relação ao preço”, explicou.

    O presidente do Governo açoriano considerou, também, que o Governo Regional já deu “provas suficientes que tem gerido o controlo dos preços dos combustíveis no interesse das pessoas e das empresas e não com o sentido exclusivo da arrecadação das receitas”.

    O líder do PSD/Açores também se referiu quarta-feira à noite ao preço dos combustíveis nas ilhas, para acusar o Governo Regional socialista de, até às eleições regionais, promover uma “gestão político-partidária” deste sector.

    “Até 19 de Outubro, vamos ter, senão todas as semanas, de dez em dez dias, novas descidas da gasolina, do gasóleo e, eventualmente, do gás”, salientou Costa Neves, que falou na apresentação dos candidatos do PSD/Açores pela ilha Graciosa.

    Segundo o dirigente social-democrata, o Governo já anunciou uma redução de dois cêntimos por litro para a gasolina nesta semana, mesmo “podendo baixar mais”, o que “prejudica todos os açorianos por razões de interesse político-partidário”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.