Governo dos Açores vai aumentar capacidade de resposta em caso de catástrofe

Governo dos Açores vai aumentar capacidade de resposta em caso de catástrofe

 

Lusa / RJC / AO online   Regional   8 de Dez de 2013, 15:06

O secretário regional da Saúde dos Açores revelou hoje que o executivo açoriano vai aumentar a capacidade de resposta em caso de catástrofe, ao abrigo do novo Quadro Comunitário de Apoio 2014-2020.

 

"O Governo dos Açores demonstrou à União Europeia a importância do investimento realizado até agora e, por isso, no próximo Quadro Comunitário Europeu será dada especial importância aos eixos especificamente destinados a aumentar a capacidade de resposta em situações de catástrofes", especificou Luís Cabral, em Angra do Heroísmo, na cerimónia comemorativa do Dia da Padroeira dos Bombeiros Voluntários de Angra.

De acordo com o titular da pasta da Saúde, para 2014 "está prevista a aquisição de compressores táticos, grupos motobombas destinados à proteção das áreas urbanas, equipamento de busca e resgate em estruturas colapsadas, veículos todo-o-terreno para áreas de incêndios rurais e para apoio em áreas onde a orografia do terreno assim o exige".

"Até 2020, através dos programas comunitários, será possível realizar obras para a estabilização das zonas costeiras, a regularização, reperfilamento e desobstrução de ribeiras, limpeza e requalificação das bacias de retenção, requalificação de frentes e núcleos urbanos degradados e remoção de estruturas localizadas em zonas de domínio público marítimo", frisou o secretário regional da Saúde.

"São investimentos de grande relevância para melhorar as condições em zonas problemáticas e assim dar maior proteção às populações que vivem nessas localidades, facilitando também o trabalho das corporações de bombeiros", declarou Luís Cabral.

Luís Cabral revelou que, visando "reforçar a capacidade financeira" das associações humanitárias e "garantir uma gestão equilíbrada das suas contas", o Governo dos Açores, autarquias e população vão promover uma campanha de sensibilização, no início de 2014, pedindo aos munícipes de cada concelho que lembrem dos seus bombeiros aquando da entrega do IRS, consignando-os parte do imposto.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.