Governo apoia mais de 450 famílias na reabilitação habitacional

Governo apoia mais de 450 famílias na reabilitação habitacional

 

Lusa/AO online   Regional   30 de Dez de 2013, 09:09

A Secretaria Regional da Solidariedade Social, através da Direção Regional da Habitação, apoiou em 2013 a reabilitação de mais de 450 habitações, dotando-as de melhores condições de segurança e salubridade.

Ao longo deste ano foram autorizadas mais de uma centena de candidaturas ao programa de recuperação e reabilitação habitacional e foram pagos apoios a cerca de três centenas de outros processos com obras em curso, totalizando um investimento superior a 3,86 milhões de euros, que beneficiou mais de quatro centenas de agregados familiares, refere nota do GACS.

Estes apoios atribuídos às famílias foram geridos diretamente por elas ou através do estabelecimento de parcerias com autarquias e Instituições Particulares de Solidariedade Social.

Os apoios, como prevê a legislação, apenas são disponibilizados mediante a apresentação de fatura e recibo correspondentes ao investimento e depois de serem realizadas vistorias por pessoal técnico habilitado para o efeito.

Este é um importantíssimo contributo para o combate à economia paralela, cumprindo um desígnio do Governo dos Açores.

O Executivo investiu também cerca de 1,55 milhões de euros na requalificação do parque habitacional da Região, por realização de ajustes diretos e por administração direta, tendo sido intervencionadas e melhoradas cerca de meia centena de habitações em todo o arquipélago.

A reabilitação e requalificação habitacional beneficiam as famílias, que ganham melhores condições habitacionais, mas também contribuem para a sustentabilidade de empresas de construção civil e permitem a fixação das populações nas suas zonas residenciais.

Este investimento insere-se no âmbito da estratégia política do Governo Regional de apoiar as famílias e as empresas dos Açores.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.