Pescas

Governo admite activar FUNDOPESCAS mas só quando se justificar


 

Lusa/AO online   Regional   23 de Dez de 2011, 14:59

O Governo açoriano admite activar o FUNDOPESCAS, mas só o fará quando entender justificar-se a atribuição de ajudas aos pescadores da Região em consequência de quebras de rendimentos devido ao mau tempo, afirmou o subsecretário regional das pescas.
“O FUNDOPESCAS é um instrumento de apoio aos pescadores que é accionado quando as condições meteorológicas impedem o exercício da faina, o que não aconteceu ainda este ano”, acrescentou Marcelo Pamplona, em declarações à agência Lusa a propósito da exigência do Sindicato Livre dos Pescadores de pagamento imediato de subsídios à classe, com base no argumento de quebras de rendimentos.

“O Governo Regional está atento, mas entende não se justificar, por enquanto, que o FUNDPESCAS seja accionado”, argumentou o subsecretário regional, relevando que este mês foi entregue em lota nos Açores pescado no valor de 1,7 milhões de euros.

Marcelo Pamplona realçou que desde que aquele fundo foi criado, em 2002, já foram pagas aos pescadores açorianos ajudas no valor global de 4,2 milhões de euros.

Ao exigir o pagamento dos apoios aos pescadores previstos no quadro do FUNDOPESCAS o Sindicato Livre dos Pescadores, que na quinta-feira entregou ao Governo Regional processos relativos a dezenas de candidaturas às ajudas, sublinhou estar em causa “um direito e não a uma esmola”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.