Frederico Varandas diz que "há cada vez mais sol e menos nuvens" no Sporting

Frederico Varandas diz que "há cada vez mais sol e menos nuvens" no Sporting

 

Lusa/Ao online   Futebol   20 de Abr de 2019, 11:28

O presidente do Sporting, Frederico Varandas, mostrou-se esta sexta feira satisfeito com o rendimento da equipa de futebol ‘leonina’, após o 1-0 no reduto do Nacional, mas insatisfeito com as críticas que visaram a administração.

Após a oitava vitória consecutiva da equipa de Marcel Keizer, sétima no campeonato, Frederico Varandas afirmou que se trata do “consolidar do trabalho", com o Sporting a passar por "um bom momento", embora o grupo saiba que “ainda pode melhorar".

O presidente ‘leonino’ fez questão de enaltecer que em 11 jornadas para o campeonato, foram 10 vitórias e um empate, e, pelo meio, o apuramento para a final da Taça de Portugal.

Frederico Varandas aproveitou a ocasião para denunciar a "exposição pública do Sporting, desta vez com a divulgação criminosa do relatório final da auditoria", ressalvando que já "foi aberto um inquérito interno e vai ser feita uma participação à Polícia Judiciária" e frisou que “quem o fez será perseguido até às últimas consequências" e será responsabilizado "civil e criminalmente".

O líder ‘leonino’ disse ainda que recebeu com "alguma perplexidade a preocupação de três ex-candidatos com a divulgação do relatório, que o Conselho da Administração da SAD também partilha", já que os mesmos não comentaram situações positivas.

“Não vi qualquer comentário em relação a termos conseguido resolver o problema grave de tesouraria e, em termos desportivos, termos ganho a Taça da Liga e estarmos apurados para a final do Jamor", afirmou.

Frederico Varandas diz-se preocupado com o resultado da auditoria, mas também com as afirmações de Bruno Mascarenhas e Carlos Vieira, pois, segundo diz, "é surreal que tenham feito parte do Conselho Diretivo e da última Administração".

O presidente dos ‘leões’ aponta, nomeadamente, “o caso Batuque, de transferências de jogadores que estão na PJ, e de uma empresa chinesa que a única fatura que faz durante o ano é um serviço ao Sporting e depois fecha a conta da sua atividade".

Dirigindo-se aos sportinguistas, Frederico Varandas disse que "nos últimos sete meses, a Direção gastou muita energia para apagar fogos da última direção, para resolver problemas de uma herança lamentável", mas essa energia está também a ser canalizada para "o presente e o futuro do Sporting".

“De vez em quando, temos uma nuvem negra sobre o Sporting. Já começa a haver sol, mas parece que a nuvem volta e isso já cansa os sportinguistas, mas cada vez há mais sol e menos nuvens", disse, acrescentando que as heranças "serão resolvidas” e “nunca mais verão estes casos, que são uma vergonha para o clube".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.