Tomada de posse do X Governo Regional

Francisco Coelho garante que oposição vê respeitados os seus direitos


 

Lusa/AO online   Regional   18 de Nov de 2008, 16:40

O novo presidente do Parlamento açoriano, Francisco Coelho, afirmou que a região autónoma orgulha-se da sua tradição parlamentar, alegando que, na Assembleia Regional, a oposição vê respeitados os seus direitos.
“Aqui as regras cumprem-se, as oposições vêem respeitados os seus direitos, participam na mesa e presidem a comissões”, afirmou Francisco Coelho, que falava na cerimónia de tomada de posse do novo Governo Regional, liderado pelo socialista Carlos César.

    Perante os novos deputados que entraram segunda-feira em funções, o presidente da Assembleia Regional dos Açores salientou que ao Parlamento podem ir “as mais diversas autoridades nacionais, desde as governativas ao Presidente da República”.

    “Porque todos têm como certo que aqui a liberdade, firmeza e frontalidade de posições, bem como a pluralidade de convicções e argumentação, sempre casaram bem com o estrito cumprimento das regras democráticas e o liso e devido tratado institucional”, alegou.

    Francisco Coelho referiu-se, ainda, ao novo Estatuto Político-Administrativo dos Açores, que está na Assembleia da República, após ter sido, recentemente, vetado por Cavaco Silva.

    “Estou confiante que, nesta matéria, manteremos a serenidade das convicções a falar mais alto do que o ruído mediático, tantas vezes mal informado e fundamentado, mas quase sempre preconceituoso”, afirmou Francisco Coelho, para quem “não foi de cócoras que se conquistou a autonomia”.

    Manifestou-se também esperançado que, em breve, a República “culmine este processo legislativo”, através da promulgação e publicação da revisão estatutária.

    “Até porque já provámos o quanto baste que cultivamos com afinco as virtudes da paciência democrática e contenção institucional”, alegou o presidente da Assembleia Regional.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.