Francis Bacon completaria hoje 100 anos


 

Lusa/Ao On line   Internacional   28 de Out de 2009, 05:07

O pintor irlandês Francis Bacon (1909-1992) completaria hoje cem anos se fosse vivo, uma efeméride assinalada em Londres, Madrid e Nova Iorque, com a retrospectiva do artista, cujos quadros têm atingido recordes de vendas nas casas de leilões
.

Com o título "Francis Bacon: Retrospectiva Centenária", a homenagem percorreu estas três cidades, tendo estado exposto material inédito do pintor na cidade norte-americana até 16 de Agosto.

A primeira mostra dessa retrospectiva, que reúne 70 das suas obras que datam de várias etapas da sua carreira, teve lugar no Museu Tate, em Londres, em finais de 2008.

Depois, a exposição viajou até ao Museu do Prado, em Madrid, onde esteve de 03 de Fevereiro a 19 de Abril, tendo atraído a atenção de milhares de visitantes.

Esta exposição, que foi assegurada pelo estado espanhol em 1.252 milhões de euros, incluíam peças que abarcavam quase meio século de criação artística, uma actividade interrompida pela morte de Bacon.

Francis Bacon sofreu um ataque cardíaco na capital espanhola a 28 de Abril de 1992, dia em que faleceu.

Admirador das galerias madrilenas e dos grandes maestros espanhóis, sobretudo Diego Velásquez e Francisco de Goya, Bacon entrou pela porta principal do Museu, com 78 obras expostas.

Entre essas peças estavam 16 dos seus trípticos mais importantes, um datado de 1984 que só pode ser visto em Madrid, uma vez que não esteve exposto nem em Londres nem em Nova Iorque.

Francis Bacon foi um dos artistas figurativos mais relevantes do século XX, tendo sido um autodidacta, uma vez que nunca frequentou nenhuma escola de arte.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.