Energias renováveis

Força do vento deverá satisfazer 15% das necessidades de electricidade em 2010


 

Lusa/AO online   Nacional   23 de Nov de 2008, 14:57

Segundo informação da Direcção Geral de Energia e Geologia (DGEG), a produção de energia eléctrica de origem eólica representa cerca de 4% do consumo final de electricidade e é expectável que até 2010 represente 15%.
O continente português possuía 1427 aerogeradores no final de Agosto, representando uma potência eólica instalada de 2672 megawatts (MW) distribuída por 164 parques eólicos que começaram a ser instalados em meados de 1996.
Os dados mais recentes da DGEG são referentes ao final do mês de Agosto e revelam que Portugal Continental possui uma potência eólica de 2672 MW espalhada por 164 parques.
Entre Janeiro e Agosto, a produção de energia foi de 3561 gigawatts-hora (GWh), que equivaleram a 1999 horas de produção. Em 2001, a potência eólica instalada era de 114 MW, distribuída por 16 parques com um total de 173 aerogeradores. Em 2004, já existiam 441 ventoinhas espalhadas por 71 parques, que representavam uma potência de 537 MW. 
Os distritos com maior potência eólica instalada são Viseu (478 MW), Castelo Branco (409), Viana do Castelo (302), Coimbra (277), Lisboa (225), Vila Real (171), Santarém (152), Leiria (151) e Braga (144).
Os distritos de Lisboa, Leiria e Castelo Branco apresentam uma forte componente eólica, superior a 50 por cento da potência renovável desses distritos. 
A DGEG refere ainda que, de Janeiro a Agosto de 2008, foram licenciados 384 MW de potência eólica.
E, segundo os dados da direcção de Energia, se "não decrescer o ritmo de entrada em funcionamento de novos parques eólicos", no final do corrente ano, "deverão atingir-se os 2800 MW de potência eólica no sistema eléctrico nacional".
O total da potência licenciada renovável está concentrado no norte do país, principalmente devido à localização das grandes hídricas e de um número significativo de parques eólicos. 
Segundo os dados da DGEG, até Agosto foram licenciados 9653 MW de instalações electroprodutoras a partir de fontes de energia renováveis, representando mais 21 por cento relativamente à potência instalada até àquele mês.
Até esse período, Portugal tinha 7984 MW de capacidade instalada para produção de energia eléctrica a partir de fontes de energia renováveis.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.