Feirense recupera dois golos e empata com Santa Clara

Feirense recupera dois golos e empata com Santa Clara

 

Lusa/Ao online   Futebol   6 de Jan de 2019, 16:40

O Feirense empatou este domingo 2-2 na receção ao Santa Clara, depois de estar a perder por 2-0, em encontro da 16.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado no Estádio Marcolino de Castro.

Zé Manuel adiantou o Santa Clara, aos 43 minutos, com Bruno Lamas a ampliar, aos 48. Contudo, o Feirense recuperou e chegou à igualdade, com os golos de Edinho, que converteu uma grande penalidade, aos 59, e de Valência, aos 65.

Com um início de jogo acutilante, o Feirense teve uma grande oportunidade para inaugurar o marcador num rápido contra-ataque, quando Vítor Bruno serviu Crivellaro na área, com o avançado brasileiro a rematar contra o corpo do guarda-redes Serginho, aos 17 minutos.

A resposta do Santa Clara chegou pouco depois, num livre direto à entrada da área, que Patrick executou, com a bola a sair perto do poste da baliza de Bruno Brígido (25 minutos).

Depois do ímpeto inicial do Feirense, o ritmo de jogo quebrou, mas o Santa Clara aproveitou uma desatenção da defesa contrária para se colocar em vantagem. Zé Manuel surgiu isolado nas costas de Philipe Sampaio e, à saída de Bruno Brígido, que escorregou no relvado, fez a bola passar por cima do guarda-redes do Feirense, aos 43 minutos.

A vencer, o Santa Clara voltou a aproveitar mais uma desatenção da defesa do Feirense e em contra-ataque chegou ao segundo golo, com Bruno Lamas a rematar cruzado para o fundo da baliza, num lance em que Bruno Brígido foi mal batido, aos 48 minutos.

O Feirense intensificou o seu jogo ofensivo depois de sofrer o segundo golo e acabou por reduzir a desvantagem quando Edinho converteu uma grande penalidade, aos 59 minutos, que castigou derrube de Alfredo Stephens sobre Philipe Sampaio na área.

O golo motivou o Feirense que, pouco depois, aos 65 minutos, restabeleceu a igualdade, por intermédio de Valencia, que ganhou um lance na luta com Fábio Cardoso e, à saída do guarda-redes Serginho, rematou com eficácia para o fundo da baliza.

Até ao final, foi o Feirense quem teve mais iniciativa ofensiva, mas a equipa de Nuno Manta Santos acabou por jogar mais com o coração do que com a cabeça e não foi esclarecida a atacar a baliza do Santa Clara.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.