FC Porto interrompe 'seca' frente à Oliveirense e ergue Taça de Portugal

FC Porto interrompe 'seca' frente à Oliveirense e ergue Taça de Portugal

 

Lusa/Ao online   Basquetebol   17 de Mar de 2019, 20:53

O FC Porto conquistou este domingo a Taça de Portugal de basquetebol masculino, ao vencer na final a campeã Oliveirense por 83-80, sucedendo ao Illiabum na sua 14.ª vitória na prova.

No Arena de Portimão, os 'azuis e brancos’, que não venciam a competição desde 2011/12 e que não ganhavam à formação de Oliveira de Azeméis há 21 jogos, chegaram ao intervalo empatados 39-39 com a equipa que venceu a fase regular da liga portuguesa.

Para chegar a este jogo, o FC Porto eliminou o Barreirense nos quartos de final, por 97-60, e a Lusitânia na meia-final (88-71), ao passo que a Oliveirense bateu o Imortal (94-66) e a Ovarense (79-55), equipa que tinha afastado o Benfica nos ‘quartos’.

Com uma entrada em jogo de grande acerto e com o norte-americano William Sheehey em plano de evidência na concretização, o FC Porto cedo ganhou vantagem no marcador, com um parcial de 6-0 em três minutos, chegando ao final do primeiro período a vencer por 24-15, perante um adversário que demorou a responder ao melhor jogo dos portistas.

Porém, no segundo período, a Oliveirense surgiu melhor, com maior velocidade, com Travant Williams, James Ellisor e Pedro Pinto a iniciarem a recuperação para a formação vencedora da fase regular da Liga portuguesa, e a 1.41 minutos do intervalo virou o marcador a seu favor (39-37) com um triplo de André Bessa, tendo Pedro Pinto igualado poucos segundos depois.

O descanso fez bem à equipa de Norberto Alves que surgiu mais ofensiva, demonstrando maior eficácia ao alcançar 25 pontos no terceiro período, contra 14 do FC Porto, período no qual André Bessa, Marc-Eddy Norelia e Travant Williams foram os mais concretizadores, dando uma vantagem de 11 pontos (64-53) no final do terceiro tempo para a equipa da Oliveirense.

No derradeiro período, o FC Porto apresentou-se melhor fisicamente, apertou mais na defesa respondendo com maior eficácia na finalização e, a três minutos do final, operou a volta ao marcador (71-70) com triplos de William Sheehey e Bradley Tinsley, vantagem que foi dilatando até ao final, com os dois jogadores em destaque, ao concretizarem 38 dos 83 pontos.

Na formação da Oliveirense, Travant Williams (15) e Marc-Eddy Norelia (15) foram os mais concretizadores, mas também os que falharam mais lançamentos de meia distância.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.