Liga Futebol

FC Porto consente empate na Reboleira

FC Porto consente empate na Reboleira

 

Lusa/AO   Futebol   11 de Nov de 2007, 22:01

O Estrela da Amadora impôs o segundo empate consecutivo ao FC Porto, que desperdiçou dois golos de vantagem nos últimos minutos.

O Estrela da Amadora impôs o segundo empate consecutivo ao FC Porto, que desperdiçou dois golos de vantagem nos últimos minutos e saiu do estádio José Gomes com uma igualdade 2-2, na décima jornada da Liga de futebol.
Maurício (86) e Mateus, de grande penalidade (92), selaram a reviravolta da equipa da Reboleira, quando o líder do campeonato parecia destinado a regressar aos triunfos, depois de ter oferecido os primeiros pontos na semana passada, perante o Belenenses.
Lisandro Lopez inaugurou a contagem (24), cimentando a liderança dos dos melhores marcadores, com nove golos, e Raul Meireles ampliou a contagem na segunda parte (51), num jogo em que o FC Porto foi sempre mais perigoso, mas descansou cedo de mais.  Na primeira parte, o Estrela só de longe ou em lances de bola parada, chegava à baliza de Helton, apresenaqndo um futebol inconsequente.
O FC Porto, a impor pouca velocidade ao jogo, criou o primeiro lance perigoso aos 14 minutos. Quaresma, no meio campo, passou tenso para a corrida de Tarik, pela direita, que rematou ao primeiro poste, para defesa de Nelson.
Aos 23 minutos, Maurício, de cabeça após canto na esquerda, cabeceia ao lado, no lance de maior perigo proporcionado pela equipa da casa.
Em resposta, logo no minuto seguinte, o FC Porto adiantou-se no marcador. Raul Meireles, na direita, centrou para a área tricolor, onde estava Lisandro, que recebeu no peito e rematou de pé esquerdo, sem defesa para o guardião Nelson.
Perante um FC Porto que dominava todos os aspectos do jogo, o Estrela da Amadora pouco fez até ao intervalo e o destaque, pela negativa, vai para um lance em o árbitro João Ferreira poupou um cartão vermelho a Anselmo, por entrada violenta sobre Helton, nem sequer mostrando amarelo.
Ainda antes do início da segunda parte, Daúto Faquirá mexeu na equipa, colocando Mateus no lugar de Marcelo Goianira e Jeremiah no de Yoni, mas antes de poder perceber a eficácia das alterações, o Estrela sofreu o segundo golo. Aos 51 minutos, Quaresma, da esquerda, atrasou para a entrada de Raul Meireles, que rematou de primeira, com a bola a tocar em Marco Paulo e a entrar nas redes "tricolores", sem hipótese de defesa para Nelson.
Após o segundo golo, o Porto controlou o jogo e geriu energias, mas continuou a ser a equipa mais perigosa e, aos 61 minutos, Lisandro podia ter dilatado a vantagem. Num passe soberbo de Quaresma, o argentino fintou Rui Duarte, rematou forte, mas a bola acertou no poste. 
Aos 69 minutos, Jesualdo Ferreira operou a primeira substituição. O capitão Lucho saiu, entrando para o seu lugar Bolatti, e a saida do argentino coincidiu com a quebra de rendimento do FC Porto.
A 20 minutos do final do jogo, o Estrela cria a sua primeira ocasião de perigo. Anselmo cruzou na direita, mas a bola passou toda a área de Helton, mas Ndiaye, acabado de entrar, não chegou a tempo de empurrar a bola para dentro das redes.
Logo depois, o central Maurício podia ter reduzido a desvantagem, mas o seu tiro de livre directo, a 25 metros da baliza de Helton, foi devolvido pela trave.
Mas depois da ameaça, Maurício acabou mesmo por reduzir a desvantagem, aos 86 minutos. Mateus, de livre, centrou para a grande área e o brasileiro cabeceou para golo, após falha de Helton, que saiu mal para aliviar a bola.
Aos 89 minutos, Stepanov agarrou Jeremiah dentro da grande área, e João Ferreira marca grande penalidade. Na conversão da falta, já em período de compensação, Mateus estabeleceu o empate definitivo.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.