Explosão muito violenta em Setúbal causa cinco feridos

Explosão muito violenta em Setúbal causa cinco feridos

 

Lusa / AO online   Nacional   22 de Nov de 2007, 17:43

A explosão num edifício de habitação em Setúbal causou pelo menos cinco feridos, dos quais duas crianças, que já deram entrada no hospital de São Bernardo, disse à Lusa fonte hospitalar.

A mesma fonte adiantou que os feridos são três homens e duas crianças, que estão ainda em observação, pelo que o seu estado não foi ainda revelado.

A fonte do hospital de Setúbal adiantou estar a aguardar a chegada de mais feridos.

Uma explosão violenta de causas aindas desconhecidas atingiu hoje um edifício de habitação com pelo menos 12 andares na zona de Montebelo Norte, em Setúbal, tendo danificado os últimos pisos, disseram à Lusa testemunhas no local.

A explosão, que ocorreu cerca das 18:45 (hora local), foi, segundo testemunhas, "muito violenta", tendo mesmo sido ouvida a vários quilómetros da cidade de Setúbal.

Os acessos à zona do edifício onde ocorreu a explosão, na Praceta Afonso Paiva, perto do quartel de Bombeiros Sapadores de Setúbal, ficaram imediatamente muito congestionados, com um elevado número de veículos de emergência e ambulâncias a acorrer ao local.

A agência Lusa constatou no local que os últimos três andares do edifício estão praticamente destruídos, e a violência da explosão fez partir vidros de prédios contíguos.

Os bombeiros estão a realizar mais buscas no prédio, situado na Rua das Caravelas, cujos três últimos pisos foram parcialmente destruídos pela explosão "muito violenta", de causas ainda desconhecidas.

Vários automóveis que se encontravam junto ao prédio foram destruídos.

Segundo informação disponibilizada no site da Autoridade Nacional de Protecção Civil, para o local foram enviadas 14 viaturas, 46 bombeiros e duas viaturas médicas.

No local estão o primeiro e o segundo comandantes distritais de operações de socorro de Setúbal a coordenar as operações.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.