Ex-trabalhadores da Nasa criam empresa de viagens à lua

Ex-trabalhadores da Nasa criam empresa de viagens à lua

 

Lusa/AO online   Internacional   7 de Dez de 2012, 08:43

Um grupo de ex-trabalhadores da Nasa anunciou quinta-feira à noite a criação de uma sociedade privada que irá, pela primeira vez, vender viagens até à lua por 1,5 mil milhões de dólares (1,2 mil milhões de euros).

“Golden Spike Company é a primeira empresa que pretende oferecer, de forma regular, expedições de exploração da superfície lunar até ao final da década”, garantem os fundadores, em comunicado citado pela agência AFP.

A empresa conta com o surgimento, no setor privado, de naves espaciais de transporte de pessoas, que permitirão reduzir consideravelmente o custo dos voos comerciais de exploração lunar.

O objetivo é “maximizar o uso dos foguetões já existentes” e vender o sistema a “nações, indivíduos e empresas com ambição de explorar a lua”, garantindo para o efeito “preços que são uma fração de qualquer programa lunar concebido até agora”.

A Golden Spike foi criada por dois antigos pesos pesados do mundo espacial e o seu CEO é Alan Stern, ex-diretor adjunto da NASA para a ciência, enquanto o presidente do concelho de administração é Jerry Griffin, ex-diretor dos voos durante o programa Apolo e patrono do centro espacial Johnson, em Houston, no Texas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.