Crime

Europol desmantela grupo internacional de falsificação de notas

Europol desmantela grupo internacional de falsificação de notas

 

Lusa/AO online   Internacional   13 de Dez de 2011, 11:42

A Europol, agência de polícia europeia, desmantelou um grupo criminoso por distribuição de mais de dois milhões de euros falsificados em 20 países e tráfico de estupefacientes e deteve 25 pessoas, divulgou hoje o serviço.
A operação policial foi iniciada pelas autoridades espanholas, que “investigaram o grupo desde 2010”, mas contou com a colaboração da Europol que já tinha “desmantelado parte da rede em Julho deste ano”, revelou a agência em comunicado.

Em Julho, as autoridades de Espanha “prenderam 11 suspeitos e apreenderam mais de uma tonelada de marijuana”, o que permitiu “seguir as ligações do grupo até à falsificação de moeda”, informou a Europol.

A investigação levou as polícias até ao “falsificador principal”, que mantinha como fachada um negócio legal de distribuição e comércio de enlatados.

O falsificador era proprietário dos “armazéns da empresa, onde a gráfica clandestina foi encontrada” e onde eram impressas as notas de 50 euros, precisou a agência europeia.

O grupo, além da impressão de notas de 50 euros em Espanha, também importava notas de 20, 50 e 100 euros provenientes de outras organizações criminosas em Itália, para serem distribuídas por vários países europeus, refere ainda o documento.

A operação policial implicou nove mandados de busca realizados em várias cidades espanholas, sem que a Europol refira quais, e levou à detenção de 14 suspeitos, além da apreensão de diversas máquinas e ferramentas, utilizadas na falsificação e documentos de identificação espanhóis.

A agência policial admite poder fazer "outras detenções relacionadas com esta operação", concluiu.

Em Junho de 2010, a Europol tinha também detido, numa oficina clandestina na Irlanda, quatro pessoas e apreendido material para impressão de notas de euro falsas no valor de 200 milhões de euros, uma rede com ligações ao Japão, Reino Unido e Alemanha.

A Europol em Portugal é tutelada pela PJ, com as atribuições de receber e distribuir pedidos internacionais de detenção e garantir a cooperação policial entre órgãos de investigação criminal em processos transnacionais, no âmbito do combate à criminalidade organizada, terrorismo, atentados contra pessoas, furtos e atividades ilícitas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.