Europa vive uma crise de confiança política

Europa vive uma crise de confiança política

 

Lusa/AO Online   Internacional   28 de Set de 2011, 07:51

 O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, abriu hoje em Estrasburgo o seu discurso sobre o “Estado da União” Europeia, no Parlamento Europeu, afirmando que a Europa vive também uma grave crise de confiança política, que é necessário ultrapassar.

“É preciso ser honesto e absolutamente claro na análise do estado da União: estamos hoje confrontados com o maior desafio que, creio, a União conhece em toda a sua história”, afirmou, na abertura do debate no hemiciclo.

Durão Barroso apontou que se trata de “uma crise financeira, económica e social, mas também de confiança”, admitindo que muitos duvidam da capacidade dos líderes europeus em encontrar uma solução.

Instituído por ocasião do segundo mandato de José Manuel Durão Barroso à frente do executivo comunitário, o debate anual sobre “Estado da União” ganha especial relevo este ano, face à crise do euro e às crescentes interrogações sobre o futuro do projeto europeu, que muitos consideram ameaçado.

Depois do discurso inicial de Durão Barroso, que teve início cerca das 09:10 locais (08:10 de Lisboa), intervirão, ao longo de sensivelmente uma hora, os líderes das diversas bancadas da assembleia, o presidente do executivo comunitário terá 10 minutos para lhes responder, mais uma hora será destinada a intervenções e questões de deputados que se tiverem inscrito, e o líder da Comissão encerrará o debate.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.