Açoriano Oriental
Covid-19
Espanha regista 50 mortes nas últimas 24 horas

Espanha registou 50 mortes devido à pandemia de Covid-19 nas últimas 24 horas, tendo um total de 26.834 óbitos desde que a doença foi declarada, anunciou o Ministério da Saúde espanhol.

Espanha regista 50 mortes nas últimas 24 horas

Autor: Lusa/AO Online

Segundo os números divulgados, no total do país os casos com a doença desceram para 132, elevando para 235.400 o total de infetados até hoje.

Os dados diários indicam ainda que, nas últimas 24 horas, foram hospitalizados 256 doentes, aumentando para 122.439 o total de pessoas que até agora precisaram de ser internadas.

O número total de mortes devido ao novo coronavírus comunicado hoje é de 26.834, o que retifica em menos 1.918 a série histórica notificada no domingo de 28.752 óbitos.

Segundo o Ministério da Saúde, a correção tem a ver com uma alteração da validação feita pelas comunidades autónomas espanholas.

As regiões que mais alteraram o seu número de mortes foram a Catalunha (menos 1.126), Madrid (291) e Castela-Mancha (152).

As autoridades estatísticas também precisam que as mortes notificadas hoje podem ter ocorrido nos últimos sete dias.

No que respeita ao número total de mortes, internamentos em unidades de cuidados intensivos e doentes hospitalizados, o Ministério da Saúde especifica que "está a ser efetuada uma validação individual dos casos, pelo que pode haver discrepâncias no que respeita à notificação agregada dos dias anteriores".

Em Espanha, foram notificados até agora um total de 235.400 casos confirmados de Covid-19 por testes PCR e, neste caso, o número total, em comparação com o publicado no domingo (235.772), também foi retificado e é inferior em 372 casos, embora haja 132 novos nas últimas 24 horas.

Espanha anunciou hoje que vai levantar a quarentena imposta na entrada do país aos turistas estrangeiros a partir de 01 de julho, dando mais um novo passo no alívio das restrições impostas por causa da doença covid-19.

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, já tinha avançado no sábado a reabertura do país ao turismo estrangeiro no mês de julho.

Entretanto, as regiões espanholas mais atingidas pela pandemia de covid-19 de Madrid, Barcelona e Castela e Leão passaram hoje à “fase um” do plano de alívio das medidas rígidas de luta contra a doença.

Estas regiões, onde está cerca de 30% da população de Espanha, juntam-se às restantes que, desde há duas semanas, já permitiam, por exemplo, a abertura de esplanadas com uma ocupação até 50% da sua capacidade ou a reunião no exterior ou em casa de até 10 pessoas, desde que sejam respeitadas as regras de distanciamento social.

O parlamento espanhol aprovou na quarta-feira o prolongamento por mais duas semanas, a partir de hoje e até à meia-noite de 06 de junho, do estado de emergência, em vigor desde 15 de março, com o objetivo de lutar contra o novo coronavírus.

O plano de alívio das medidas de luta contra o novo coronavírus prevê o levantamento gradual do confinamento numa série de fases que deverão terminar em finais de junho, com a chegada a uma “nova normalidade”.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.