Economia volta a crescer ao subir 0,2% no terceiro trimestre

Economia volta a crescer ao subir 0,2% no terceiro trimestre

 

Lusa/AO online   Economia   14 de Nov de 2013, 10:26

A economia portuguesa cresceu no terceiro trimestre do ano, com o PIB a aumentar 0,2% face ao segundo trimestre do ano, mas mantendo-se ainda em valores negativos quando comparado com o mesmo período do ano passado.

De acordo com a estimativa rápida do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre, divulgada esta quinta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), a economia voltou a crescer pelo segundo trimestre consecutivo, quando comparado com o trimestre anterior.

Esta subida de 0,2% no PIB no terceiro trimestre, face ao segundo trimestre, acontece depois de um crescimento de 1,1% registado no segundo trimestre do ano, em relação aos primeiros três meses do ano.

Quando a comparação é feita com igual período do ano passado, nota-se que o PIB ainda está em níveis negativos.

A estimativa rápida do INE indica que o PIB ficou ainda 1,0% abaixo do valor que se registava entre julho e setembro de 2012. Apesar de negativo, este valor é, no entanto, melhor que o valor registado no trimestre anterior, altura em que a comparação homóloga mostrava que o PIB seria inferior em 2,0% do valor registado no mesmo trimestre do ano anterior.

O INE explica que para este resultado acontecer foi preciso a procura interna dar um contributo menos negativo do que tem dado, com as famílias a reduzirem menos as suas despesas com consumo.

Por outro lado, o contributo da procura externa líquida dirigida à economia portuguesa diminuiu, graças sobretudo à aceleração das importações pela economia portuguesa.

Esta é a primeira estimativa do PIB do terceiro trimestre deste ano, com o INE a contar divulgar a segunda estimativa no dia 09 de dezembro.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.