Economia japonesa vai continuar em recessão


 

Lusa/AOonline   Economia   20 de Out de 2008, 11:10

A estagnação da economia japonesa vai prolongar-se, face ao abrandamento das economias mundiais, com efeitos negativos nas exportações nipónicas, afirmou o governador do Banco do Japão, Masaaki Shirakawa.
Os lucros das empresas estão a entrar em retracção e as administrações estão a reduzir os seus investimentos em capital, acrescentou Shirakawa, numa reunião com responsáveis regionais do banco central japonês.

    “A economia do nosso país está actualmente em estagnação, em parte devido à queda das exportações, resultado dos efeitos continuados dos preços elevados da energia e das matérias-primas, a par de um abrandamento das economias estrangeiras”, explicou o governador do Banco do Japão.

    “No futuro, é altamente provável que a economia vá continuar em estagnação, pois tornou-se claro que as economias estrangeiras vão prosseguir o seu abrandamento”, indicou.

    A economia japonesa sofreu a sua pior contracção dos últimos sete anos no segundo trimestre deste ano, ao cair 0,7 por cento face aos três primeiros meses de 2008 e ao recuar 0,3 por cento face a igual período de 2007.

    Vários analistas consideram que a segunda economia mundial deixou de estar em estagnação e entrou mesmo em recessão.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.