Duas mulheres aos comandos da Índia recebem líderes europeus

Duas mulheres aos comandos da Índia recebem líderes europeus

 

Lusa / AO online   Internacional   30 de Nov de 2007, 15:52

José Sócrates e Durão Barroso encontraram-se esta sexta-feira, em Nova Deli, com a presidente da União Indiana, Pratibha Patil, tendo depois o primeiro-ministro português sido recebido por Sonia Ghandi, líder do Partido do Congresso, o mais representado no Parlamento.

Os encontros decorreram à margem da 8ª cimeira UE/Índia que hoje terminou em Nova Deli.

As relações bilaterais, a defesa do tratado de não proliferação nuclear, os conflitos regionais, nomeadamente no Paquistão, Birmânia, Afeganistão, Bangladesh e Nepal, e a adesão da Índia ao South Ásia Association for Regional Affairs, um novo bloco económico e político em formação no Sudeste Asiático, foram, segundo o gabinete de José Sócrates, os principais assuntos discutidos entre a presidente indiana e s líderes da delegação europeia.

José Sócrates fez-se depois acompanhar pelo secretário de Estado para a cooperação, João Cravinho, no encontro com Sonia Ghandi, mulher do falecido Rajiv Ghandi, filho de Indira Ghandi e neto de Neru, todos eles já falecidos e com o título de primeiro-ministro no currículo.

Sónia Ghandi, italiana de nascimento e sem currículo político, acabou por não aceitar o cargo de primeiro-ministro, hipótese que causou grande tensão na Índia, mas aos 57 anos lidera o Partido do Congresso, maior partido indiano, que governa em regime de coligação num Parlamento composto por 215 formações políticas para 543 lugares.

As alterações climáticas, o terrorismo, a demografia, questões energéticas, política internacional, as ambições da Índia no Conselho de Segurança e a evolução política e económica na Índia foram, segundo a mesma fonte, os principais assuntos da conversa.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.