Dirigente de clube e agente de viagens detidos pela PJ devem ser ouvidos hoje

Dirigente de clube e agente de viagens detidos pela PJ devem ser ouvidos hoje

 

Lusa/AO Online   Regional   24 de Jan de 2019, 13:08

O dirigente de um clube desportivo da ilha Terceira e um agente de viagens, detidos numa investigação a crimes de burla qualificada, falsificação de documentos, fraude fiscal e branqueamento de capitais, devem ser ouvidos na tarde desta quinta-feira.

Fonte da Polícia Judiciária (PJ) adiantou à agência Lusa que "é expectável que os interrogatórios ocorram durante a tarde de hoje" no Tribunal de Angra do Heroísmo, onde estão "desde o início da manhã" os detidos.

Um dirigente de um clube desportivo da ilha Terceira e um agente de viagens foram detidos numa operação que investiga crimes de burla qualificada, falsificação de documentos, fraude fiscal e branqueamento de capitais, revelou a PJ.

Em comunicado, a PJ explica que no âmbito desta operação foram efetuadas na quarta-feira diversas buscas, nos Açores, em Lisboa e em Aveiro, e foi apreendida “elevada quantidade de elementos com relevância probatória, entre os quais documentação contabilística, bancária e contratual, correspondência e dados informáticos”.

Os dois detidos são suspeitos de, através da falsificação de documentos e faturação fictícia, receber indevidamente reembolsos de viagens, ao abrigo do subsídio social de mobilidade em vigor na Região Autónoma dos Açores, lesando dessa forma o erário público em valores que ascendem a várias centenas de milhares de euros.

A operação ‘Boa Viagem’, do Departamento de Investigação Criminal de Ponta Delgada da PJ, contou com a colaboração de outras unidades da PSP, no âmbito de um inquérito que é tutelado pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Angra do Heroísmo.

No decorrer desta operação, foram ainda constituídos mais três arguidos, suspeitos de envolvimento nesta atividade criminosa.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.