SATA Rallye Açores2010

Determinação de Magalhães supera as tácticas da Skoda

Carregando o video...

 

Arthur Melo/Francisco Veloso   Motores   17 de Jul de 2010, 23:12

SATA Rallye Açores foi discutido até ao último metro e consagrou como grande vencedor Bruno Magalhães, que acaba por sair incólume às supostas manobras da Skoda

 

Não há memória de um SATA Rallye Açores ter sido discutido até ao último metro da prova, depois de uma titânica luta à décima de segundo, ao longo dos três dias de competição.
O primeiro lugar ficou na posse de Bruno Magalhães, por sinal aquele que foi o primeiro líder do rali e que mais
tempo andou na liderança da prova organizada pelo Grupo Desportivo Comercial, e pontuável para o Intercontinental Rally Challenge.
O piloto do Peugeot 207 S2000 travou um despique animado com os carros da Skoda Motorsport, tendo os seus
dois pilotos chegado à liderança.
Ricardo Moura deu um passo de gigante rumo ao tri-campeonato ao vencer o terceiro dia do Sata Rallye Açores, garantindo a pontuação máxima e afastando-se decisivamente dos seus perseguidores na tabela classificativa. Moura voltou a dominar amplamente, mesmo se passou a maior parte da etapa em ritmo de contenção.
Pedro Vale voltou a ser segundo numa etapa em que imprimiu um ritmo rápido na primeira ronda pelos troços para depois gerir o resultado.

 

Leia esta reportagem na íntegra, na edição do Açoriano Oriental de Domingo, dia 18 de Julho de 2010


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.