Açoriano Oriental
Desejo boa sorte a António Costa, o assunto no PS está resolvido
O eurodeputado socialista Francisco Assis desejou a António Costa "boa sorte" na formação do Governo apoiado pela esquerda, afirmou-se indisponível para o integrar e disse que, a partir de agora, se vai remeter ao silêncio.
article.title

Foto: Paulo Novais/Lusa
Autor: Lusa/AO Online

 

Francisco Assis assumiu estas posições perante os jornalistas, depois de ter participado na reunião da Comissão Nacional do PS, na qual fez um discurso crítico em relação à opção pela formação de um Governo apoiado pela restante esquerda parlamentar, mas em que no final deu um abraço ao secretário-geral, António Costa.

O cabeça de lista socialista nas últimas eleições europeias considerou "resolvido internamente" o caso relativo à formação de um Governo apoiado por PCP, Bloco de Esquerda e "Os Verdes": "Desejei boa sorte a António Costa, que vai ser primeiro-ministro e, obviamente, não vou fazer mais nenhuma consideração, porque o caso está internamente resolvido".

"A minha posição é conhecida, o partido vai seguir por outro caminho, mas tenho de respeitar as decisões tomadas democraticamente", disse.

Interrogado se aceita integrar esse Governo socialista, Francisco Assis pôs de parte essa hipótese e sugeriu mesmo que ninguém o irá convidar.

"Seria uma infâmia perante mim próprio estar agora a admitir isso. Mas, havendo uma solução política com suporte maioritário no parlamento, o Presidente da República deve dar posse a António Costa como primeiro-ministro", acrescentou.

 

Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.