Desastre aéreo em Madrid causa 147 mortos

 Desastre aéreo em Madrid causa 147 mortos

 

Lusa/AO online   Internacional   20 de Ago de 2008, 15:28

O acidente aéreo desta quarta-feira no aeroporto de Madrid provocou a morte de 147 pessoas e 26 feridos, confirmou a ministra dos Fomento, Magdalena Alvarez.
Em conferência de imprensa, a governante espanhola confirmou que viajavam no avião da Spanair 173 pessoas, das quais 166 passageiros e sete tripulantes.

    Vinte e seis pessoas feridas foram transportadas para vários hospitais em Madrid.

    As autoridades instalaram já uma morgue num dos pavilhões do complexo de feiras de Madrid, o IFEMA, para onde se começaram já a deslocar familiares das vítimas.

    O governo espanhol declarou três dias de luto oficial e quer os seus membros quer os responsáveis dos partidos da oposição cancelaram as férias enviando mensagens de solidariedade aos sobreviventes e familiares das vítimas.

    Enquanto decorrem as investigações preliminares ao acidente - tendo já sido recuperadas as caixas negras do avião - começaram a ser conhecidos os primeiros relatos do acidente.

    Trabalhadores do aeroporto descreveram o estado em que ficou o avião, referindo que o aparelho ficou totalmente partido em pedaços e que o embate foi tão forte que um dos motores estava na cabine dos pilotos.

    A maioria dos corpos ficou totalmente carbonizada, disseram os trabalhadores.

    Fonte da Spanair confirmou que o avião sinistrado, um MD-82, foi sujeito à ultima revisão em Janeiro último e, desde aí, não registou qualquer avaria técnica.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.