Açoriano Oriental
Açores/Eleições
Deputados do PSD serão “verdadeiros provedores” dos eleitores

O líder do PSD/Açores disse que o partido tem uma “estratégia de proximidade” com as populações e que os deputados social-democratas eleitos nas legislativas regionais de domingo vão ser “verdadeiros provedores dos interesses” dos eleitores.

Deputados do PSD serão “verdadeiros provedores” dos eleitores

Autor: Lusa/AO Online

“A nossa aposta é combater a distância e garantir uma estratégia de proximidade, para que os nossos deputados eleitos por cada círculo eleitoral sejam verdadeiros provedores dos interesses dos seus eleitores”, declarou José Manuel Bolieiro, em Santa Cruz das Flores, na ilha mais ocidental da Europa, onde chegou esta manhã vindo do Corvo.

Bolieiro considerou ser necessário “combater o isolamento” daquelas duas ilhas do grupo ocidental dos Açores, enaltecendo a “proposta de proximidade” do PSD.

“Quando faço referência a uma missão Açores e um compromisso com cada ilha é que no projeto global para os Açores e com as nossas candidaturas por ilha possamos fazer da distância uma oportunidade de políticas de coesão e de proximidade”, apontou.

O presidente do PSD/Açores disse ser necessário “mudar a estratégia” nas acessibilidades marítima e área, recordando a proposta do partido para a criação de uma tarifa que estabeleça o valor máximo de 60 euros para uma viagem de ida e volta inter-ilhas.

Bolieiro disse também ser necessária a criação de um mercado regional, para promover a “empregabilidade e o empreendedorismo”, como forma de fixar populações nas ilhas mais pequenas do arquipélago.

“Uma parte significativa da juventude sai para formar-se e para estudar e precisa de ter um atrativo para regressar e o regresso é com a realização pessoal e profissional que podem ter na sua terra natal”, afirmou.

Segundo o social-democrata, a criação de emprego “não deve ser feita numa perspetiva assistencialista de combate à pobreza”, mas através da “promoção da riqueza e do auto empreendedorismo”.

São 13 as forças políticas que se candidatam aos 57 lugares da Assembleia Legislativa Regional nas eleições do próximo domingo: PS, PSD, CDS-PP, BE, CDU, PPM, Iniciativa Liberal, Livre, PAN, Chega, Aliança, MPT e PCTP/MRPP.

Nas anteriores legislativas açorianas, em 2016, o PS venceu com 46,4% dos votos, o que se traduziu em 30 mandatos no parlamento regional, contra 30,89% do segundo partido mais votado, o PSD, com 19 mandatos, e 7,1% do CDS-PP (quatro mandatos).

O BE, com 3,6%, obteve dois mandatos, a coligação PCP/PEV, com 2,6%, um, e o PPM, com 0,93% dos votos expressos, também um.

No arquipélago, onde o PS governa há 24 anos, existe um círculo por cada uma das nove ilhas e um círculo de compensação, que reúne os votos não aproveitados para a eleição de parlamentares nos círculos de ilha.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.