Deputados debateram questão das Lajes com ministros da Defesa e Negócios Estrangeiros

Deputados debateram questão das Lajes com ministros da Defesa e Negócios Estrangeiros

 

Lusa/AO online   Regional   15 de Out de 2013, 17:43

Deputados da Subcomissão de Política Geral da Assembleia Legislativa dos Açores reuniram-se com os ministros da Defesa e dos Negócios Estrangeiros para discutir a questão das Lajes, tendo esta terça-feira revelado que não saíram "tranquilizados" do encontro.

A reunião dos deputados – do PS, PSD e CDS-PP - com Rui Machete (ministro dos Negócios Estrangeiros) e Aguiar Branco (ministro da Defesa Nacional), teve lugar na segunda-feira, em Lisboa, na sequência da aprovação pelo parlamento açoriano, em março, de uma proposta do PS de audição dos dois titulares daquelas pastas face à anunciada diminuição da presença militar norte-americana na base das Lajes, na ilha Terceira.

"É uma questão de relações entre Estados, mas é fundamental que o parlamento açoriano acompanhe o desenvolvimento desta matéria que tem um enorme impacto nos Açores, em particular na ilha Terceira”, afirmou o deputado do PS Francisco Coelho, citado num comunicado divulgado a propósito da reunião com os dois ministros.

"A reunião com os senhores ministros não nos tranquilizou e consideramos essencial que se reconheça que a existência e a utilização da base das Lajes, ao longo de décadas, é um dos pilares em que assenta a relação transatlântica entre o Estado português e o Estado norte-americano”, acrescenta o deputado.

Para este parlamentar açoriano, “é fundamental que o Governo da República não deixe de desenvolver todas as diligências para acautelar o interesse dos trabalhadores e das suas famílias”, sendo “imperioso que se esclareça, atempadamente, quais as reais intenções e planos para o futuro da Base das Lajes”.

"O Governo da República devia agir de modo proativo com o objetivo de encontrar soluções que permitam gerar investimento na ilha Terceira que atenue e absorva o impacto gerado pela diminuição do contingente norte-americano”, diz ainda o deputado, citado no mesmo comunicado.

A Câmara dos Representantes do Congresso dos Estados Unidos da América (EUA) aprovou em julho uma alteração à "lei de apropriações de defesa" - que determina o orçamento das forças armadas norte-americanas no próximo ano - que proíbe a redução do contingente militar na base militar das Lajes, na ilha Terceira, em 2014. A decisão tem ainda de ser ratificada pelo Senado norte-americano.

Apesar disso, para os deputados açorianos "nada está assegurado" sendo por isso necessário "dar nota das grandes implicações decorrentes de uma diminuição do contingente americano nas Lajes”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.