Política

Crise na Europa só será ultrapassada com o apoio dos poderes regionais

Crise na Europa só será ultrapassada com o apoio dos poderes regionais

 

Lusa/AO online   Regional   24 de Nov de 2011, 14:10

O presidente do Governo dos Açores, Carlos César, entende que a crise que a Europa atravessa, fruto da globalização, só poderá ser resolvida com o apoio dos "poderes regionais".
O chefe do executivo açoriano, que falava na sessão de abertura da reunião da Assembleia-Geral da Assembleia das Regiões da Europa (ARE), a decorrer em Ponta Delgada, apelou aos representantes dos restantes países presentes no encontro para que façam valer os seus "argumentos".

"Constitui, mais do que nunca, missão da Assembleia das Regiões da Europa, tal como de outros organismos europeus de cooperação regional, defender a virtualidade e a emergência do poder regional e o seu papel insubstituível na superação da crise que atinge o cerne europeu", destacou o governante açoriano.

Para Carlos César, a "crise internacional" e a sua incidência no espaço europeu e no Euro, revela que "a resposta a fenómenos" como este, "impulsionados pela globalização", só pode ser dada com a união entre países grandes e pequenos.

"Dependemos todos uns dos outros, e não, no caso europeu, apenas de cimeiras políticas de conveniência, de directórios de países de ocasião e de medidas de alcance conjuntural e temporalmente limitado", criticou o presidente do Governo regional.

O chefe do executivo acrescentou que a "Europa perderá coesão", enquanto não defender e aplicar "uma política regional" que constitua uma "marca da política europeia", que valorize o capital democrático e os contributos regionais para o desenvolvimento global.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.